Pular para o conteúdo

Como Escolher o Teclado Bluetooth Ideal – 2022

Com grande parte do nosso trabalho sendo feito on-line, a conectividade Bluetooth está sendo cada vez mais explorada, seus benefícios são muitos e tornam o dia-a-dia mais prático. Se você ainda está usando um teclado com fio, é a hora certa de abandonar os dispositivos USB convencionais e fazer um upgrade para contrapartes mais rápidas e práticas. Um teclado Bluetooth pode ser usado por diversos dispositivos, possui bateria de longa duração e fornece uma transmissão de dados privada e eficiente.

teclado bluetooth sem fio logitech mx teclado bluetooth com suporte vinik teclado bluetooth full size multilaser
Teclado Bluetooth Logitech MX Keys Mini Teclado Bluetooth Vinik DT200 Teclado Bluetooth Multilaser TC220
Cerca de R$ 660 Cerca de R$ 175 Cerca de R$ 150
Compre Online! Compre Online! Compre Online!

A maior vantagem de um teclado Bluetooth é que eles são 100% sem fio. Isso torna seu ambiente de trabalho muito mais organizado, sem fios embaraçados prendendo seus outros dispositivos. A conexão entre o teclado Bluetooth e seu PC, TV smart, tablet ou celular é criptografada, para que sua digitação não seja interceptada por outros dispositivos não autorizados. Além disso, os teclados Bluetooth modernos podem ser conectados em até três dispositivos ao mesmo tempo.

Se você não tiver certeza de como um teclado Bluetooth pode facilitar a sua vida profissional ou melhorar a maneira como você se diverte, temos um guia de compra completo que explica quais são seus benefícios e como escolher um que atenda a suas necessidades. Também selecionamos os melhores teclados Bluetooth disponíveis no Brasil.

 

Teclado Bluetooth Logitech MX Keys Mini

teclado bluetooth sem fio logitech mx

Melhor teclado Bluetooth

Compre Online

Esse produto da Logitech é uma das maiores referências em teclados Bluetooth e é um dos mais vendidos no mundo. Seu grande diferencial é poder ser pareado em até três dispositivos diferentes, com uma tecla de atalho para trocar o dispositivo ativo. A tecnologia Logitech Flow permite que você transfira textos e arquivos entre os dispositivos pareados, otimizando ao máximo o seu uso. Outra característica rara em teclados Bluetooth, o Logitech MX Keys Mini possui retroiluminação inteligente, que liga automaticamente ao aproximar detectar suas mãos. Ele conta com carregamento ultra-rápido via USB-C, teclas de mídia e alcance de até 10 metros. Sua desvantagem é que ele não é padrão ABNT, ou seja, não possui “ç”.

 

Teclado Bluetooth Vinik DT200

teclado bluetooth com suporte vinik

Melhor custo-benefício

Compre Online

O teclado DT200 da Vinik possui um suporte integrado para celulares e tablets como grande diferencial. O apoio integrado suporta dispositivos de até 10 polegadas, tanto em modo retrato quanto em modo paisagem. Ele é um teclado Bluetooth ergonômico e possui teclas com acionamento suave, podendo ser usado para longos períodos de digitação. Conta com teclas de mídia, atalhos para teclas de sistema Windows/Mac e é padrão ABNT2 (ou seja, possui tecla “ç” dedicada). Ele é alimentado por três pilhas AAA, que podem durar mais de seis meses de uso constante. O DT200 é especialmente indicado para uso com dispositivos Android e iOS portáteis.

 

Teclado Bluetooth Multilaser TC220

teclado bluetooth full size multilaser

Melhor teclado Bluetooth barato

Compre Online

Se você precisa de um teclado Bluetooth um pouco maior, com teclado numérico e linha F, o TC200 da Multilaser é uma boa opção. Também é uma ótima escolha para quem quer um teclado barato, mesmo que ele ocupe mais espaço. O TC200 possui um teclado numérico padrão, teclas multimídia e linha F (F1 até F12), o que é incomum em teclados Bluetooth. Sua digitação é silenciosa e ele pode se conectar até três dispositivos diferentes. É compatível com Android, iOS e Windows, contando com teclas de atalho para tornar a configuração mais rápida. É padrão ABNT2, com cedilha. Ele é um teclado completo e barato e seu tamanho maior pode agradar alguns usuários.

 

Características principais

Agora que você sabe quais são os melhores teclados Bluetooth, vamos explicar o que os torna os melhores. Nessa sessão nós explicamos algumas das principais coisas que você deve procurar em um teclado Bluetooth, a terminologia usada pelos fabricantes e algumas características essenciais que podem facilitar seu fluxo de trabalho.

Latência

Simplificando, a latência refere-se ao atraso na comunicação entre dois dispositivos, nesse caso estamos falando do atraso entre um teclado Bluetooth e um PC, smartphone ou tablet. Quanto maior a latência, maior o atraso e quanto menor a latência, menor o atraso. Como a maioria dos jogos envolve reações instintivas e reflexos extremamente rápidos, precisamos de equipamentos que exibam a menor latência possível.

Essa medida é muito importante para jogos, especialmente em computadores gamers capazes de fornecer uma taxa de atualização acima de 120Hz e em e-sports, onde uma latência maior é facilmente percebida. Fora desses cenários, a latência não costuma fazer diferença. Para jogos, uma latência menor do que 5ms é ideal, para outros usos, uma latência menor do que 15ms é suficiente.

Sem a conexão física, os periféricos Bluetooth tendem a ter uma latência um pouco maior do que suas contrapartes com fio, portanto, se você planeja utilizar um teclado Bluetooth para jogos competitivos, terá uma seleção mais limitada. A boa notícia é que a tecnologia Bluetooth já percorreu um longo caminho e a lacuna de desempenho entre periféricos com e sem fio está diminuindo constantemente.

 

Fator de forma

Existem vários fatores de forma de teclado, mas os que você provavelmente encontrará são Full Size, TKL/80%, 75% e 60%. Existem teclados ainda menores, mas eles são voltados para nichos específicos.

O maior e mais comum é a teclado full size, é o design que você imagina quando pensa em teclados e geralmente nem os fabricantes nem os vendedores se importam em usar uma nomenclatura especial para eles. Eles possuem mais de 100 teclas, incluindo teclas de funções (Esc e page up, por exemplo), linha F (F1 até F12), teclado numérico completo, setas, teclas de mídia e alguns possuem teclas macros que podem ser programadas para exercerem certas funções através de softwares.

Os teclados TKL (sigla em inglês para ten key less) ou 80% sacrificam o teclado numérico (tudo à direita das teclas de função e das setas), em favor de um formato menor. Eles costumam apresentar cerca de 88 teclas e liberar um bom espaço na mesa para maior autonomia do mouse. A maioria dos usuários não utiliza o teclado numérico com frequência e a falta dele aumenta a portabilidade do teclado, tornando-o um formato popular para teclados Bluetooth.

A partir daí os fatores de forma são menos populares e só fazem sentido para certos tipos de usuários. O formato 75% possui as mesmas teclas que o TKL completo, mas os botões ficam amontoados, quase sem espaço entre eles. Nos formatos 65% e 60%, cada vez mais grupos de teclas são excluídos, até chegar ao 40%, que possui apenas as teclas alfabéticas e algumas teclas modificadoras (como alt e shift).

 

Interruptor mecânico

Em um teclado mecânico, os interruptores (também chamados de chaves ou keys) são os mecanismos que ficam embaixo de cada tecla. Eles definem a distância que as teclas percorrem, como é o deslocamento e o ruído que a tecla faz durante a atuação.

Existem três tipos principais de interruptores mecânicos: clicável (clicky), tátil e linear.

Os interruptores clicky são os mais audíveis, cada atuação tem um som alto de clique. Eles são barulhentos, mas a confirmação através do som que cada tecla faz quando é ativada corretamente pode ser extremamente útil, especialmente para quem precisa de muita precisão ao digitar (programadores e gamers, por exemplo)

Os interruptores táteis oferecem um impacto satisfatório ao acionar, mas com um barulho menor. Ele informa de maneira clara ao usuário que a tecla foi registrada, então uma boa opção para quem quer mais precisão ao digitar mas sem tanto barulho.

Os interruptores lineares sobem e descem sem solavancos ou cliques, tornando-os rápidos e silenciosos. Eles possuem uma sensação tátil mais precisa do que um teclado de membrana, mas são mais “discretos” do que os outros tipos. Esse tipo costuma ser mais popular entre quem digita muito, como escritores e copy-writers.

 

Anti-ghosting

Nesse contexto, ghosting refere-se a uma situação em que você pressiona uma tecla e o teclado não registra a atuação. Isso acontece se você exceder o “rollover” do teclado. O rollover de um teclado é o número de teclas não modificadoras que ele pode registrar simultaneamente. Digamos que você esteja usando um teclado com um rollover de 5 teclas, você pode apertar cinco teclas ao mesmo tempo e ele entenderá esses cinco comandos. No entanto, acionar um sexto botão não traria resultado algum pois a capacidade máxima de teclas simultâneas foi excedida.

Os teclados anti-ghosting simplesmente oferecem rollovers maiores, permitindo que você possa acionar uma grande quantidade de teclas ao mesmo tempo. Isso é muito importante em jogos, que naturalmente exigem que várias teclas sejam acionadas ao mesmo tempo para executar diferentes ações. Alguns teclados possuem um anti-ghost mais específico, por exemplo, nas teclas WASD e na barra espaço.

Em compensação, fora dos jogos e de alguns usos profissionais específicos, o limite de teclas do rollover dificilmente é atingido, a maioria dos usuários aciona no máximo duas teclas ao mesmo tempo. Se você pensou no bom e velho Ctrl + Alt + Del, não se preocupe, o limite do rollover não inclui teclas modificadoras como Ctrl, Alt, Win ou Shift.

Os teclados NKRO são os melhores designs anti-ghosting, pois não têm limite de teclas, mas eles são bem raros no Brasil e não existem teclados Bluetooth com essa tecnologia. Teclados Bluetooth costumam oferecer um limite de até cinco teclas.

 

Conexões

Uma conexão sem fio forte e estável é absolutamente essencial em um teclado Bluetooth, caso contrário, podemos perder a conexão ao nos afastarmos um pouco do dispositivo emparelhado ou quando algum aparelho sem fio interferir na frequência utilizada. Marcas reconhecidas no setor de periféricos utilizam transmissores Bluetooth confiáveis e possuem tecnologias que impedem interferências.

Outro fator importante é que alguns aparelhos Bluetooth podem ser emparelhados e utilizados por vários dispositivos ao mesmo tempo. Geralmente existe um limite de até três conexões ativas. Isso pode ser muito útil para alguns usuários, mas costuma encarecer o teclado. Caso você opte por um teclado mais simples, mudar de dispositivo leva apenas alguns segundos.

 

Teclas de mídia

As teclas de mídia oferecem controle adicional, como alterar o brilho da tela ou o volume da música. Tudo o que a tecla de mídia faz pode ser feito através do mouse, mas muitos usuários preferem o uso das teclas dedicadas por serem mais rápidas e não exigirem a troca de janelas dos programas.

Alguns teclados vão além e oferecem teclas macro que podem ser programadas para realizarem uma tarefa específica. Pode ser selecionar um certo item em um jogo ou abrir um certo site com apenas um botão. Tanto as teclas de mídia quanto macros não são essenciais e podem aumentar bastante o tamanho de um teclado, mas são um pequeno recurso interessante se você está disposto a otimizar sua rotina.

 

Bluetooth vs. Sem fio

Embora os termos sem fio/wireless e Bluetooth sejam usados ​​de forma intercambiável, nem todos os teclados sem fio são habilitados para Bluetooth, por isso é essencial entender as diferenças entre essas duas tecnologias. Os teclados sem fio se conectam aos dispositivos usando Bluetooth, radiofrequência ou ambos.

O Bluetooth é integrado em todos os smartphones, smart TVs, smart box e tablets, além da maioria dos notebooks e alguns PCs. A vantagem do Bluetooth é que você pode conectá-lo facilmente a vários dispositivos. Atualmente, muitos teclados Bluetooth suportam vários dispositivos, para que você possa usá-los em seu notebook, TV, celular ou tablet sem precisar emparelhar novamente.

Já um teclado que funciona por radiofrequência normalmente vêm pré-emparelhado com um pequeno adaptador USB, também chamado de dongle ou adaptador, que deve ser inserido em uma porta compatível no seu dispositivo. Geralmente quando um teclado é descrito apenas como “sem fio”, ele funciona via radiofrequência.

Teclados sem fio por radiofrequência possuem uma latência menor, o que é bom para uso em jogos competitivos, e um alcance maior, mas eles necessariamente ocupam uma porta USB do seu sistema, e muitos dispositivos não possuem essa parta (celulares e tablets, por exemplo). Teclados Bluetooth possuem uma performance um pouco mais lenta, mas não ocupam nenhuma porta e são amplamente compatíveis.

 

Membrana vs. Interruptores Mecânicos

Os teclados de membrana e mecânicos não possuem diferenças visuais mas diferem significativamente sob a superfície. Os jogadores preferem teclados do tipo mecânico por causa de sua durabilidade, resposta tátil e click audível. Além disso, os teclados mecânicos são fáceis de personalizar e altamente responsivos.

Interruptores mecânicos geralmente tendem a ser mais altos, mas há uma variedade tão grande de interruptores (também chamados de chaves ou keys) disponíveis que você pode diminuir o nível de ruído e ainda se beneficiar da baixa força de atuação necessária para pressionar a tecla.

As placas de membrana são mais baratas, mas tendem a quebrar mais rapidamente devido ao achatamento da camada de membrana ao longo do tempo, isso pode resultar ema tecla menos responsiva ou que não funciona.

No geral, quem digita ou joga muito deve considerar um teclado mecânico adequado ao seu estilo, mas se você só vai usar seu teclado Bluetooth eventualmente, um teclado de membrana não fará grande diferença na sua digitação e será mais econômico.

 

Energia

Como qualquer aparelho sem fio, um teclado Bluetooth precisa de sua própria fonte de alimentação. As duas opções mais comuns são baterias internas recarregáveis ou alimentação por pilhas. Alguns permitem o uso das duas tecnologias, mas ainda são raros.

A maioria dos teclados sem fio de baixo custo usa pilhas alcalinas AA ou AAA (palito). Eles normalmente duram mais de seis meses antes de precisarem de substituição e estão prontamente disponíveis. Se você já possui pilhas recarregáveis, eles são uma ótima opção, mas se você planeja utilizar pilhas comuns, vai ter um gasto a mais. As baterias alcalinas também apresentam um pequeno risco de corrosão, especialmente em ambientes expostos a maresia, o que pode danificar o teclado.

Os teclados Bluetooth recarregáveis tendem a ser modelos mais sofisticados e caros, pois recursos como a luz de fundo RGB excedem a capacidade energética de baterias alcalinas. A vantagem óbvia é que não há necessidade de comprar pilhas e você normalmente pode recarregar o teclado enquanto trabalha. A longo prazo, a desvantagem é que as baterias recarregáveis da maioria dos teclados não são substituíveis. Isso significa que se a bateria apresentar algum defeito, você terá que comprar um novo teclado.

 

Perguntas frequentes

Como conectar um teclado Bluetooth a um PC?

Para começar, verifique se o teclado está carregado e no modo de emparelhamento. A maioria entra nesse modo automaticamente ao ligar, mas em outros modelos existe um interruptor ou botão que você precisará pressionar para ativar o modo de emparelhamento. Verifique o manual do seu teclado para obter instruções mais específicas.

A maioria dos notebooks possuem Bluetooth integrado e pronto para uso, mas em alguns modelos mais antigos pode ser necessário baixar drivers adicionais ou acionar esse recurso na BIOS, pesquise o modelo do seu notebook para saber se isso é necessário. Alguns desktops mais novos possuem Bluetooth integrado, mas isso ainda é raro. Se o seu computador de mesa não tiver recursos Bluetooth, você precisará comprar um adaptador Bluetooth, que será conectado a uma porta USB do seu PC.

  • Abra a sessão “Configurações” no seu PC, no menu Iniciar,
  • Selecione a opção “Dispositivos” e clique em “Bluetooth e outros dispositivos”.
  • Selecione a opção “Adicionar Bluetooth ou outros dispositivos”.
  • Se o seu teclado estiver no modo de emparelhamento, você deverá vê-lo na lista aberta. Clique nele.
  • Seu PC solicitará que você insira um PIN (pequena sequência de letras que funcionam como uma senha) no teclado Bluetooth. Digite esse PIN e o teclado está pronto para uso.

 

Como conectar um teclado Bluetooth no Android?

Configurar um teclado Bluetooth com Android é muito fácil. Todos os celulares e tablets lançados nos últimos quinze anos devem ter Bluetooth integrado, então um teclado Bluetooth é a melhor opção para digitar nesses aparelhos.

No Android, ative o Bluetooth. Para ativar o Bluetooth, geralmente existe um botão no menu de acesso rápido (aquele que você desliza para baixo), ou acessando “Configurações”, “Bluetooth” e tocar no botão deslizante.

Coloque o teclado Bluetooth no modo de emparelhamento. Geralmente ele entrará no modo de emparelhamento automaticamente depois de ligá-lo, embora alguns teclados possam exigir uma etapa extra—verifique seu manual se não tiver certeza.

Na tela do Bluetooth, seu dispositivo Android deve procurar e encontrar seu teclado automaticamente. Se ele não na acertar na primeira vez, basta tocar em “Pesquisar dispositivos” para tentar novamente. Se ainda assim não funcionar, verifique se o teclado está ligado e em modo de emparelhamento e se o teclado não está emparelhado com outro dispositivo.

Quando o Android encontrar seu teclado, selecione-o em “Dispositivos disponíveis”. O Android irá mostrar um pequeno código chamado PIN, que deve ser digitado no teclado para garantir que sua conexão é segura.

 

Os teclados Bluetooth são lentos?

Os teclados Bluetooth são um pouco mais lentos do que os teclados sem fio que funcionam via radiofrequência, por conta de uma latência maior. Isso ocorre por causa de questões técnicas envolvendo o protocolo Bluetooth. Na prática, isso significa que em alguns casos você pode perceber que existe um pequeno atraso entre a tecla ser digitada e efetivamente aparecer na tela. Esse atraso não será notado pela maioria dos usuários, mas pode ser percebida ao jogar ou digitar muito rápido.

O protocolo Bluetooth também possui versões diferentes, sendo que as versões mais antigas possuem uma latência maior, enquanto as versões mais novas possuem uma latência imperceptível. A maioria dos receptores e transmissores Bluetooth no mercado utilizam as versões 4 e 5, que são rápidas o suficiente para a maioria dos usuários.

 

Os teclados Bluetooth são seguros?

Sim, eles são mais seguros do que os teclados sem fio por radiofrequência. O Bluetooth possui um sinal criptografado, o que significa que o sinal enviado não pode ser lido por outro dispositivo não-autorizado pelo usuário. A frequência também percorre uma distância menor, o que diminui muito uma possível área de ataque.

Na maioria dos casos, os dispositivos exigem uma autenticação mútua: sabe aquele código PIN que você precisa digitar antes de usar o teclado? Isso garante que apenas um dispositivo Bluetooth que foi autorizado por você seja utilizado. É uma camada a mais de segurança.

Me siga!
Redator em Guia de Compra
Formado em jornalismo pelo CES-JF e redator com mais de seis anos de experiência. A equipe do Guia de Compra está sempre pesquisando pelos melhores produtos e preços para que você economize tempo e dinheiro!
Ian Rodrigues
Me siga!
Últimos posts por Ian Rodrigues (exibir todos)
melhores teclados bluetooth