Melhores SSDs Externos para Macs e Macbooks

hd externo ssd para macbook e imac

Os melhores SSDs externos para Macs te ajudam a manter arquivos pesados sempre disponíveis e backups em dia sem custar uma fortuna. Embora seja possível atualizar o armazenamento interno em Macs ou MacBooks antes de realizar a compra, os computadores da Apple estão mais caros do que nunca e a atualização de seus componentes internos representaria um acréscimo de valor significativo. Alguns modelos não podem ter seu hardware alterado antes ou depois da venda. Portanto, é mais econômico e prático comprar um armazenamento externo para atender às suas necessidades de armazenamento, backup e transferência de arquivos.

hd externo ssd para mac usb c laciehd externo ssd para mac samsunghd externo ssd para mac thunderbolt lacie
SSD Externo LaCie Moon SilverSSD Externo Samsung T7SSD Externo LaCie Rugged
Armazenamento: 1TB

Entrada: USB Tipo-C 3.1

Leitura: até 140 MB/s

Gravação: até 140 MB/s

Compatibilidade: Mac OS X 10.12 e posterior

Armazenamento: 500GB

Entrada: USB Tipo-C 3.2

Leitura: até 1.050 MB/s

Gravação: até 1.000 MB/s

Compatibilidade: Mac OS X 10.10 e posterior

Armazenamento: 2TB

Entrada: Thunderbolt

Leitura: até 140 MB/s

Gravação: até 140 MB/s

Compatibilidade: Mac OS X 10.6.8 e posterior

Cerca de R$ 1.160Cerca de R$ 850Cerca de R$ 3.480
Compre Online!Compre Online!Compre Online!

Um bom SSD ou disco rígido externo para o seu Mac permite expandir o armazenamento sem ter que desembolsar muito dinheiro e transportar seus arquivos para qualquer lugar. Nesse artigo vamos analisar unidades SSDs (unidades de estado sólido) compatíveis com Mac. Todos os SSDs analisados também são compatíveis com Windows 7 e posterior. Apesar de discos rígidos (HDs) portáteis oferecerem um espaço de armazenamento maior e serem mais baratos, eles são lentos e mais frágeis quando comparados aos SSDs e não entraram para nossa lista.

Existe uma opção de armazenamento externo para Macs ideal para cada usuário. Aqui estão nossas principais recomendações de SSDs externos para Macs, iMacs e Macbooks, juntamente com uma explicação detalhada sobre os aspectos técnicos relacionados a esse periférico e como aproveitá-lo ao máximo.

Melhor SSD Externo Para Macs – LaCie Moon Silver

hd externo ssd para mac usb c lacie

1TB, 2TB, 4TB e 5TB | USB Tipo-C 3.1 | Leitura: até 140 MB/s | Gravação: até 140 MB/s 

Compre Online

A LaCie é uma referência em produtos projetados especialmente para aparelhos da Apple, e sua linha de armazenamentos portáteis é uma das mais completas disponíveis. O Moon Silver é um SSD externo que atende muito bem tanto profissionais quanto consumidores finais, com um bom equilíbrio entre velocidade e espaço interno. A empresa oferece dois anos de garantia, sistema automatizado de backup semanal, corpo de alumínio texturizado e oferece um armazenamento de até 5TB.

 

Melhor SSD Externo Barato Para Macs – Samsung T7

hd externo ssd para mac samsung

500GB, 1TB e 2TB | USB Tipo-C 3.2 | Leitura: até 1.050 MB/s | Gravação: até 1.000 MB/s 

Compre Online

Se você está procurando por um SSD portátil para seu Mac e não precisa de especificações a nível profissional, o Samsung T7 é a melhor opção. Esse é armazenamento externo compatível com USB-C mais barato disponível no Brasil, o que significa uma leitura e gravação de dados muito rápida graças ao padrão USB 3.2 por um preço justo. É compacto e leve, pesando apenas 58 gramas, possui suporte para proteção de arquivos com senha e conta com sistema anti aquecimento.

 

Melhor SSD Externo Profissional Para Macs – LaCie Rugged

hd externo ssd para mac thunderbolt lacie

500GB, 1TB e 2TB | Thunderbolt | Leitura: até 140 MB/s | Gravação: 140 MB/s 

Compre Online

Outro SSD portátil da LaCie nessa lista, o LaCie Rugged foi projetado para atender um fluxo de trabalho intenso, tanto na parte de armazenamento quanto fisicamente. Sua classificação IP54 garante proteção contra poeira e água, além de proteção contra quedas de até 1,5 metros e criptografia de ponta. A LaCie oferece três anos de suporte para recuperação de dados. Ele também é um dos poucos SSDs externos com suporte para entrada Thunderbolt.

 

Sistema de arquivos

Antes de chegarmos ao Thunderbolt, precisamos abordar um aspecto básico das unidades de armazenamento que sempre afetou a sua compatibilidade e provavelmente sempre afetará: o sistema de arquivos.

O sistema de arquivos de uma unidade externa é o fator mais importante que determina se ela é ou não utilizável por Macs, PCs com Windows ou ambos. Começando com o macOS High Sierra, a Apple abandonou seu venerável sistema de arquivos Mac OS Extended, comumente abreviado como HFS+, e mudou para um sistema de arquivos totalmente novo. Ele é simplesmente chamado de Apple File System (APFS) e é o primeiro formato a ser usado tanto em Macs quanto em dispositivos iOS.

Há vários benefícios na substituição do HFS+ pelo APFS, incluindo maior segurança graças à criptografia nativa, mas a coisa mais importante a ser observada para quem precisa comprar uma unidade externa é a compatibilidade com versões anteriores. Qualquer unidade formatada com HFS+ funcionará bem com um Mac que esteja executando o OS High Sierra ou posterior.

No entanto, nem o Apple File System nem o HFS+ funcionam com o Windows. Se você planeja usar sua unidade externa com computadores que executam os dois sistemas operacionais, considere formatar sua unidade com o sistema de arquivos exFAT. Você não terá a segurança e a eficiência do APFS, mas terá a conveniência de poder transferir arquivos entre o Windows e o macOS simplesmente conectando e desconectando sua unidade de armazenamento.

Apesar de existirem ótimas opções de unidades externas formatadas com APFS de fábrica, a maioria ainda utiliza formatos compatíveis com Windows. Isso não é um problema pois você pode facilmente limpar e reformatar a maioria das unidades externas. Se você realmente gosta de uma unidade de armazenamento externo formatada para Windows (que geralmente vem pré-formatada no formato NTFS), você pode usar o Utilitário de Disco no macOS para reformatá-lo para APFS. Algumas unidades externas altamente especializadas podem não funcionar com Macs, mesmo que estejam formatadas corretamente, mas os consumidores que procuram espaço extra simplesmente para armazenar backups ou grandes coleções de vídeos dificilmente terão contato com elas durante sua pesquisa.

 

Armazenamento: SSDs vs. HDs

Depois de escolher um sistema de arquivos, você precisa determinar qual mídia de armazenamento deseja: disco de estado sólido (SSD) ou disco rígido (HD). Cada um tem suas vantagens e desvantagens e, ao contrário do sistema de arquivos, o tipo que você compra é o tipo com o qual você fica preso por toda a vida útil da unidade.

Uma unidade de estado sólido (SSD) oferece acesso rápido aos seus dados porque armazena os bits em um tipo de memória flash digital ao invés de um disco. Os SSDs geralmente são menores e mais leves do que as unidades externas giratórias, o que também se deve à falta de peças móveis. Seu tamanho pequeno significa que eles podem caber no bolso de uma jaqueta ou calça, o que os torna uma escolha melhor se você estiver procurando por uma unidade externa portátil que você carregará com você com frequência.

Uma grande desvantagem, no entanto, é que eles são mais caros. Um SSD costuma sair pelo dobro ou triplo do preço de um disco rígido com o mesmo espaço de armazenamento. SSDs externos também têm limites de capacidade mais baixos, com a maioria das unidades voltadas para consumidores chegando a apenas 2 TB. É bem menos espaço do que disco rígidos voltados para consumidores oferecem, que são fáceis de encontrar mesmo em capacidades superiores a 10 TB para unidades internas de desktops ou até 6 TB para unidades portáteis.

Para profissionais de mídia que armazenam e editam muitas filmagens, fotos, áudios ou arquivos de modelagem, vale a pena considerar apenas unidades SSD na sua pesquisa, pois a maior velocidade de leitura e gravação faz uma enorme diferença na hora de trabalhar com qualquer tipo de arquivo pesado.

Por outro lado, se você deseja comprar uma unidade externa principalmente para fazer backup de seus arquivos (o que você definitivamente deve fazer rotineiramente), e você raramente irá a levar de um lugar para o outro, uma unidade de disco rígido externo funcionará bem. Para usuários casuais, a velocidade menor de transmissão de dados não será notada, e o preço menos também é um grande atrativo.

Os disco rígidos portáteis são baseados nos discos rígidos de 2,5 polegadas usados em notebooks. Alguns modelos portáteis mais antigos são baseados nas unidades de 3,5 polegadas, mais robustas e espaçosas usadas em PCs de mesa de tamanho normal e que requerem sua própria fonte de alimentação CA. Obviamente o último tipo não é uma opção muito prática, o ideal é que o disco rígido portátil consiga toda a sua energia através da porta utilizada. E é exatamente sobre isso que nós falamos na próxima sessão.

 

Portas: Thunderbolt vs. USB-C

Então, para recapitular: unidades de estado sólido externas são mais rápidas e menores (tanto fisicamente quanto em termos de armazenamento oferecido), mas também são mais caras, enquanto os discos rígidos externos oferecem um armazenamento maior e mais barato enquanto sacrificam a velocidade. Mas o que acontece quando você coloca outra variável na mistura: a conexão entre o armazenamento portátil e seu Mac? Como você deve ter adivinhado, a resposta depende das suas prioridades.

Todo computador e notebook da Apple atual vem com portas USB tipo C ovais compatíveis com velocidades Thunderbolt. Os modelos de MacBook Pro lançados em 2021 vêm com a interface Thunderbolt 4 mais recente, enquanto outros Macs recentes usam o Thunderbolt 3 mais antigo. Ambos têm a mesma taxa de transferência máxima máxima de 40 GBps, muitas vezes a velocidade das portas USB-C normais.

Infelizmente, você não encontrará muitas unidades de armazenamento externo compatíveis com Thunderbolt 3 no mercado, e menos ainda que suportem Thunderbolt 4. Existem até algumas unidades específicas para Mac ainda vendidas com conectores USB 3.0. Além disso, as unidades compatíveis com Thunderbolt ainda podem ser limitadas pela taxa de transferência máxima da própria unidade, ou seja: elas nem sempre atingirão a capacidade teórica máxima suportada pela interface Thunderbolt.

Até recentemente, a maioria dos SSDs externos chegavam a cerca de 600 MBps, por exemplo, devido aos tradicionais tipos de barramento usados pelas unidades dentro do chassi. Isso é mais do que rápido o suficiente para backups e transferências ocasionais de arquivos de vários gigabytes, mas é muitas vezes menor que a taxa de transferência máxima do Thunderbolt.

No entanto, esse teto de velocidade está aumentando. Embora os SSDs externos mais antigos tenham sido limitados pelos componentes internos (geralmente uma unidade e um controlador usando o barramento Serial ATA mais antigo dentro da unidade), as unidades mais recentes usam outros componentes mais novos, com base em unidades PCI Express usando o protocolo NVMe. Esses tipos de componentes em unidades mais recentes ajudam o Thunderbolt a atingir mais de seu potencial de velocidade. Isso significa velocidades máximas de gravação e leitura na faixa de 1.000 MBps a 3.500 MBps.

Você pode insistir no suporte Thunderbolt se souber que precisa de toda a velocidade possível, mas uma unidade USB-C será uma escolha melhor se você estiver mais preocupado com o preço ou precisar usar o armazenamento externo com Windows. Em qualquer caso, se a sua unidade externa não possuir o conector necessário, você pode utilizar um adaptador, mas dependendo de cada tipo a velocidade de leitura e gravação pode ser limitada.