Pular para o conteúdo

Qual é a Melhor Pasta Térmica para Notebook? [2022]

Poucos usuários se preocupam muitos com as pastas térmicas aplicadas em seus notebooks. Isso pode ser devido à falta de experiência ou ao simples fato de que os coolers já vêm com pasta térmica pré-aplicada.

Embora a pasta térmica pré-aplicada possa funcionar, geralmente ela foi aplicada a muito tempo e vai perdendo a eficiência conforme os anos passam. Com isso em mente, um dos jeitos de manter seu notebook funcionando perfeitamente é aplicar sua própria pasta térmica regularmente, isso garante que o processador possa funcionar na temperatura ideal.

pasta térmica para notebook cooler master pasta térmica para notebook arctic silver 5 pasta térmica para notebook noctua
Pasta Térmica Cooler Master MasterGel Regular Pasta Térmica Arctic Silver 5 AS5 Pasta Térmica Noctua NT-H1

Condutividade térmica: 5.0 W/m-K

Quantidade: 1.5ml

Ótima performance por um preço baixo

Condutividade térmica: 9.0 W/m-K

Quantidade: 3.5ml

Mais eficiente e ideal para uso pesado (jogos, edição de vídeos, etc.)

Condutividade térmica: 4.0 W/m-K

Quantidade: 3.5ml

Fácil aplicação, não-corrosiva e com alto rendimento

Cerca de R$ 30 Cerca de R$ 65 Cerca de R$ 90
Compre Online! Compre Online! Compre Online!

A pasta térmica precisa ser trocada anualmente, pois ela seca com o tempo e começa a perder sua propriedade de transferência de calor. Se essa manutenção não acontecer, você começará a ver problemas de desempenho e superaquecimento gradual que podem danificar sua CPU a longo prazo. O notebook pode ficar tão quente a ponto de ser desconfortável de segurar ou na hora de ficar sobre o seu corpo.

Agora que você sabe que a troca da pasta térmica é essencial para manter seu notebook funcionando bem, pode estar se perguntando: qual é a melhor pasta térmica para meu notebook? Nós selecionamos as melhores pastas térmicas para notebooks disponíveis no Brasil logo abaixo e em seguida explicamos tudo o que precisa saber sobre esse item tão subapreciado.

Pasta Térmica Cooler Master MasterGel Regular

pasta térmica para notebook cooler master

Melhor pasta térmica barata para notebooks

Condutividade térmica: 5.0 (W/m-K)

Densidade: 2.5 (g/cm3) (25°C)

Quantidade: 1.5ml

Compre Online

Qualquer pessoa familiarizada com montagem de PCs reconhece o nome Cooler Master. Seus coolers são amplamente considerados como alguns dos melhores do mercado, e suas pastas térmicas mantêm o mesmo alto padrão. A linha MasterGel é vendida em uma embalagem diferenciada, com uma abertura fina e plana, isso permite que os usuários empurrem a pasta e depois a espalhem pela parte superior do processador com a seringa. Se seu método de aplicação preferido é de espalhar a pasta em uma camada fina, essa embalagem facilita muito. Além disso, a tampa cobre uma área ampla manter a ponta selada e limpa.

Seu material não conduz eletricidade, então a aplicação é muito segura. O MasterGel tem um desempenho quase tão bom quanto as pastas térmicas de primeira linha, mas por um preço muito melhor. Não é indicado para quem quer fazer overclock, mas se você quer uma pasta térmica de qualidade e barata para o seu notebook, o Cooler Master MasterGel Regular é uma ótima opção.

Dependendo do tamanho do processador no seu notebook, você pode obter até três aplicações. Você provavelmente não precisará substituir a pasta mesmo após o período de três anos sugerido pela Cooler Master. Se você utiliza a capacidade máxima do seu processador constantemente, você provavelmente precisará substituir a pasta em um intervalo menor de tempo, mas o MasterGel é tão barato que isso não deve causar nenhum incômodo.

 

Pasta Térmica Arctic Silver 5 AS5

pasta térmica para notebook arctic silver 5

Melhor pasta térmica em custo-benefício para notebooks

Condutividade térmica: 9.0 (W/m-K)

Densidade: 1.5 (g/cm3) (25°C)

Quantidade: 3.5ml

Compre Online

Como o nome sugere, o Arctic Silver 5 AS5 é composto de 99,9% de prata micronizada pura e não é eletricamente condutor. Esse design permite um resfriamento altamente eficaz e duradouro, embora com uma instalação um pouco mais difícil. Esta pasta utiliza a prata micronizada juntamente com partículas de cerâmica para criar um design de alto desempenho e durabilidade. Esse composto fornece temperaturas de carga mais baixas por um período bem longo, o que torna a Artic Silver 5 ideal tanto para uso casual quanto para overclock.

A seringa de 3,5 gramas permite a aplicação em mais de quinze processadores pequenos, ou cerca de cinco CPUs grandes. A Arctic Silver 5 certamente possui um custo benefício altíssimo. Ao todo, você pode espremer cerca de 16 polegadas quadradas de cobertura eficaz com um único tudo dessa pasta.

A Arctic Silver 5 esta sempre entre as mais eficientes em rankings especializados, resultando em uma distribuição de energia térmica uniforme. Ela também fornece uma estabilidade duradoura, que pode durar mais de três anos após a aplicação. O Arctic Silver 5 AS5 é uma boa escolha para pessoas que desejam aplicar pasta em várias CPUs, fornecendo resfriamento eficaz para um grande número de superfícies antes que o tubo se esgote. Seu único defeito é que ela possui uma formula menos viscosa, um usuário menos experiente pode deixar que ela escorra. Ela não conduz eletricidade, então não causará danos, mas pode dar trabalho para limpar.

 

Pasta Térmica Noctua NT-H1

pasta térmica para notebook noctua

Melhor pasta térmica de fácil aplicação para notebooks

Condutividade térmica: 4.0 (W/m-K)

Densidade: 2.5 (g/cm3) (25°C)

Quantidade: 3.5ml

Compre Online

A Noctua é um dos nomes mais conhecidos no mercado de resfriamento de PCs, especialmente pelos seus coolers. Não é de se estranhar que a Noctua NT H1 seja uma das pastas térmicas mais populares do mundo. Essa pasta térmica tem uma reputação excepcionalmente forte e é uma referência consistente entre as melhores pastas térmicas do mundo. Sua fórmula tem excelente densidade, não conduz eletricidade e não é corrosiva, podendo ser aplicada em qualquer material dissipador.

A pasta térmica da Noctua tem uma consistência suave que facilita a aplicação. Mesmo que você não tenha experiência na aplicação de pasta térmica, ela é muito segura. O design simples do tubo de aplicação torna especialmente fácil evitar problemas de derramamentos.

A NT H1 foi projetada para durar três anos, o que significa que seu processador provavelmente estará desatualizado antes que sua pasta precise ser trocada. Além de uma performance excelente, o tubo pode ser usado em mais de quinze aplicações em CPUs de notebooks. A sua fórmula é extremamente fácil de limpar, não exigindo uso de álcool isopropílico, apenas um pano que não solte fiapos. Sua eficiente e facilidade de aplicação a tornam ideal tanto para usuários casuais quanto para quem quer realizar overclocks, mas ela é a mais cara da lista.

 

O que é uma pasta térmica?

A pasta térmica (também conhecida como composto térmico) atua como um agente de transferência de calor entre o dissipador de calor de uma CPU. Sua função é transferir o calor produzido por qualquer CPU de maneira eficiente e transferi-lo para o dissipador, onde o calor será “transferido” lentamente pelo ar (ou mais rapidamente em dissipadores líquidos). Os componentes mais comuns são óxido de zinco, silicone, prata e algumas ligas metálicas proprietárias como o Galinstan.

Seu processador gera muito calor. Tanto calor que você poderia literalmente fritar um ovo em alguns modelos. Isso é ruim pois o calor alto pode danificar componentes muito rapidamente, especialmente placas gráficas e processadores de última geração. Para combater isso, temos dissipadores de calor à base de ar e de água.

A pasta térmica é uma camada entre o processador e o dissipador de calor; O metal do dissipador normalmente não é perfeitamente plano. Não importa o quão plano possa parecer a olho nu, sempre há saliências, sulcos, pequenos buracos e reentrâncias. Essas distorções prendem o ar, especialmente quando o dissipador foi encaixado na outra parte de metal do processador.

Infelizmente o ar é um excelente isolante térmico, essas distorções acabam prendendo o calor por muito tempo e de maneira concentrada em algumas partes. Isso significa que a transferência de calor do processador AMD ou Intel para o dissipador de calor não é perfeita, o que muitas vezes pode causar superaquecimentos e danos ao seu sistema.

A pasta térmica resolve esse problema. A pasta térmica é um condutor de calor maravilhoso, o que significa que ela ajuda a transferir calor de uma área para outra com grande eficiência. Como ela é pastosa, vai se adaptar a qualquer distorção nos metais do dissipador e da CPU, preenchendo todos os pequenos cantos e fendas que geralmente prendem o ar quando pasta térmica não é usada.

 

Características

O ingrediente principal das pastas térmicas é o óxido de zinco, mas a quantidade usada pelo fabricante e os excipientes fazem uma grande diferença nas propriedades térmicas do produto final. Vamos dar uma olhada nas principais características de uma pasta térmica e como escolher a ideal.

Viscosidade

Isso se refere a quão espessa ou fina é a pasta térmica. Aqueles com uma viscosidade mais alta são mais espessos e geralmente aderem melhor ao dissipador de calor ao processador. Esse é o tipo ideal pois as pastas espessas demoram mais para secar completamente, preenchem melhor as distorções e buracos nos metais e não correm o risco de vazar nos outros componentes do notebook.

Aqueles com baixa viscosidade são mais líquidos e tendem a secar ao longo de alguns dias após a aplicação. Vale a pena notar que uma pasta térmica de viscosidade mais baixa pode vazar na placa-mãe com bastante facilidade se for usada em excesso, especialmente em notebooks que possuem componentes mais compactos.

Gravidade específica

A gravidade específica é o quão densa e pesada é a pasta térmica e geralmente não está listada na ficha técnica da maioria das pastas térmicas. Esse é um aspecto técnico que é menos importante do que a viscosidade, explicada acima, geralmente você só encontrará essa informação em produtos importados. Dito isto, a gravidade específica é expressa em g/cm³ que significa gramas por centímetro cúbico.

Condutividade térmica

Esta é a medida mais importante de todas e o que mais afeta a efetividade final da pasta térmica. Esta unidade de medida informa o quão boa é a pasta térmica em mover o calor de um lugar para outro. De um modo geral, quanto maior o número, melhor a pasta deve ser na condução do calor. A condutividade térmica é medida em “watts por metro por Kelvin” (sim, é um nome estranho) ou W/mK.

Quanto maior o W/mK, melhor é a condutividade da pasta, mas é bom manter em mente que isso pode ser afetado pela maneira como você aplica a pasta. Se ela não for aplicada da maneira correta e na quantidade correta, a dissipação de calor será afetada negativamente.

 

Vale a pena trocar a pasta térmica do processador?

Se vale a pena trocar a pasta térmica em sua CPU depende em grande parte do desempenho atual e a quanto tempo passou desde a última aplicação. A pasta térmica que foi aplicada pelo fabricante do notebook deve fazer um bom trabalho no primeiro ano de uso pesado, e até pode durar dois ou três anos com uso casual. Após esse período, você pode notar que as temperaturas médias da CPU estão subindo. Isso ocorre porque a pasta térmica tem prazo de validade e eventualmente expira, tornando-se seca e quebradiça. Nesse caso, aplicar uma nova camada de pasta térmica definitivamente aumentará o desempenho do seu notebook.

Tenha em mente que a pasta térmica irá secar se uma CPU estiver sendo usada ou não, então se você encontrou uma nova CPU barata com um cooler que está nas prateleiras já faz um bom tempo, ou comprou um notebook usado, talvez seja necessário trocar a pasta imediatamente após a compra. Também é bom lembrar que alguns notebooks possuem um processo de retirar o cooler mais complexo do que outros, é bom consultar o manual e ver alguns vídeos do seu modelo específico sendo abertos antes de realizar qualquer manutenção.

Se você quer remover ou substituir seu cooler ou seu processador, definitivamente vale a pena trocar a pasta térmica, pois quando você parafusar o cooler de volta no lugar, haverá pequenas bolsas de ar no entre os componentes, impedindo a transferência ideal de calor do dissipador de calor do seu processador para o dissipador.

Se você está planejando realizar overclocking, deve trocar a pasta térmica do seu notebook imediatamente pois a pasta aplicada na fábrica costuma ser bem barata e não tem a melhor condutividade térmica. As pastas utilizadas em grandes quantidades pelas indústrias costuma ser feita com uma fórmula de silicone, que tem a condutividade de calor mais fraca do que as vendidas separadamente, feitas de óxido de zinco ou liga metálica e com mais viscosidade.

 

Como aplicar a pasta térmica corretamente

Se o seu cooler cobrir toda a sua CPU, você só precisa de pasta suficiente para formar uma camada fina sobre a superfície do dissipador de calor. Idealmente, a pasta nunca deve se estender além das bordas do chip.

Existem alguns métodos de aplicação diferentes (e muitas discussões acalorados sobre qual é o método certo), mas vamos descrever os três métodos mais populares:

Método 1. Colocar cinco pequenos pontos de pasta térmica do tamanho de grãos de arroz no dissipador de calor, um em cada canto e um no meio, para que se assemelhe a face número cinco de um dado. Depois coloque o cooler no lugar, sem espalhar a pasta térmica manualmente.

Método 2. Colocar uma gota grande, do tamanho de uma ervilha, no meio do dissipador e usar um pequeno pedaço de papel ou um cartão para espalhá-lo de maneira uniforme.

Método 3. Colocar uma gota do tamanho de uma ervilha no meio do dissipador de calor e parafusar o cooler de volta no lugar. É parecido com o método 2, mas você não precisa espalhar a pasta manualmente.

Método 4. Se você tiver um dissipador direto com tubulação de cobre, comum em notebooks mais antigos, basta aplicar uma linha reta fina ao longo de cada tubo de contato, embaixo do cooler, e parafusá-lo no lugar.

 

O que acontece se eu aplicar pasta térmica demais?

Desde que o excesso de pasta térmica não entre em contato com o soquete da placa-mãe ou se espalhe muito pela placa-mãe, aplicar um pouco demais não deve ter efeitos colaterais. Você pode simplesmente limpar a maior parte do excesso com um pano que não solte fiapos. Dito isto, você deve ter cuidado extra com pastas à base de metal devido à sua grande condutividade elétrica.

Se o pior aconteceu e você aplicou a pasta térmica onde não deveria, podem ocorrer alguns danos. Em primeiro lugar (e de maneira pouco instintiva), o notebook pode superaquecer pois algumas partes que deveriam estar expostas foram encobertas pela pasta. Em segundo lugar, há uma pequena chance de que, na próxima vez que você remover seu cooler, sua CPU saia com ele devido à sucção da pasta térmica. Em terceiro lugar, no caso de algumas pastas térmicas metálicas, pode ocorrer um curto-circuito devido à condutividade elétrica.

 

Preciso trocar a pasta térmica de uma GPU?

Na maioria dos casos, não. A pasta térmica usada entre a GPU e o cooler deve durar pelo menos três anos, possivelmente mais dependendo da fórmula. O mais importante é lembrar que abrir sua placa gráfica geralmente implica em perder a garantia, e a maioria delas não foi feita para ser aberta facilmente. A menos que você precise atualizar a condução térmica da sua GPU para fazer overclock, não vale a pena o dinheiro e o esforço para trocar a pasta térmica.

Como as placas gráficas não foram projetadas para permitir um acesso fácil aos componentes internos, você só deve considerar essa opção em último caso. Se você desconfia que sua GPU esteja com problemas causados por excesso de calor, a primeira coisa é verificar se o problema não é causado pelo software (drivers desatualizados ou corrompidos, por exemplo), depois você deve considerar limpá-la com ar comprimido e verificar se não há bolsões de ar quente dentro do gabinete.

 

A pasta térmica precisar cobrir toda a CPU?

A pasta térmica deve cobrir a maior parte do dissipador, mas é normal que os cantos não sejam cobertos. O processador produz calor em uma área menor do que a do dissipador de calor, geralmente bem no centro. A pasta térmica deve formar uma camada fina para preencher as distorções entre os metais, e após um certo tempo, ela deve expandir um pouco. Basicamente, qualquer ponto de contato entre o cooler e o dissipador de calor da CPU será naturalmente coberto pela pasta térmica ao parafusar o cooler.

 

Trocar a pasta térmica pode evitar um superaquecimento?

Depende do que está causando o superaquecimento. A pasta térmica elimina quaisquer lacunas entre o cooler e a CPU, garantindo uma transferência de calor ideal. No entanto, você não deve confiar apenas na troca da pasta térmica para evitar o superaquecimento do sistema. Combine a reaplicação da pasta com a limpeza do cooler e das saídas de ar do gabinete (usando ar comprido) para garantir que não haja sujeira acumulada evitando a circulação de ar.

Após a troca da pasta e da limpeza, se ainda houver sobreaquecimento, talvez o culpado seja um driver ou programa corrompido. Reinstalar o sistema operacional é uma maneira de verificar se o problema é no software. Esta abordagem multifacetada é muito mais provável de reduzir as temperaturas de funcionamento.

 

Tempo de estabilização

A pasta térmica vai levar algum tempo até se estabilizar após a aplicação. Isso depende da fórumla, da densidde e das temperaturas que o processador alcança. Pode levar até 200 horas e vários ciclos térmicos para atingir a máxima condução térmica de partícula para partícula e para que a interface do dissipador de calor para a CPU atinja a máxima condutividade.

 

Quantidade correta

A quantidade de pasta térmica ideal é de cerca de 1 até 2 gramas. Os processadores de desktop são comparativamente maiores e exigem mais pasta térmica do que as compactas CPUs de notebooks. Seja qual for o tamanho, seu objetivo final é obter uma camada fina de pasta térmica que cubra a maior parte do dissipador. Não é necessário cobrir 100% do dissipador, na verdade é esperado que os cantinhos fiquem descobertos pois existe pouca produção de calor neles.

Existem duas diferenças principais nas técnicas de aplicação da pasta térmica. Uma exige que o usuário espalhe a pasta manualmente de maneira uniforme sobre dissipador antes de colocar o cooler de volta. A outra exige que usuário apenas coloque uma “gota” grande no centro do dissipador ou cinco pequenas “gotas” no centro e nas extremidades, deixando que elas sejam espremidas naturalmente pelo cooler.

 

Como realizamos nossa análise

Não existe uma grande diferença entre uma pasta térmica para desktops comuns e para notebooks, mas nós precisamos manter em mente que o uso final desses tipos de PC diferem bastante. Geralmente os notebooks possuem uma carga de processamento mais leve e as CPUs são mais energeticamente eficientes, e portanto geram menos calor. Pelo outro lado, notebooks possuem componentes internos mais compactos, então a facilidade de aplicação é um dos fatores mais importantes. O Guia de Compra selecionou pastar térmicas com um alto custo-benefício, que são fáceis de aplicar e que são fáceis de limpar, caso o usuário se complique na hora do uso.

Quanto a eficiência térmica, executamos todos os testes em nosso notebook Lenovo Ideapad i3 equipado com a CPU AMD Ryzen 5 5500U, testando cada pasta térmica por uma semana para refletir melhor o desempenho da vida real. O computador permaneceu no mesmo local durante todos os testes com temperatura ambiente de aproximadamente 28°C. A pasta térmica testada foi aplicada de acordo com as instruções do respectivo fabricante e teve tempo suficiente entre a aplicação e o teste final para se estabilizar e expandir.

 

Conclusão

Esperamos que esse Guia de Compra detalhado tenha te ajudado a escolher a melhor pasta térmica para notebooks e laptops. Aqui está um resumo de tudo o que nós aprendemos acima.

Escolha essa pasta térmica:

Se você precisa de…

Cooler Master MasterGel Regular

Uma pasta térmica barata e eficiente, especialmente para uso em apenas um notebook.

Arctic Silver 5 AS5

Uma pasta térmica de altíssima performance para lidar com jogos, edição de vídeo, renderização 3D, programação e overclock.

Noctua NT-H1

Uma pasta térmica de aplicação (e limpeza) muito fácil, não-corrosiva e que rende várias aplicações.

A equipe do Guia de Compra está sempre pesquisando pelos melhores produtos e preços para que você economize tempo. Todos os dias nós analisamos centenas de produtos para achar o que melhor se adapta a você, a sua família, a sua casa e ao seu bolso.
Equipe Guia de Compra
Últimos posts por Equipe Guia de Compra (exibir todos)
pasta térmica ideal para notebooks