Melhores Processadores para Realidade Virtual (VR) – 2021

A realidade virtual (VR) demorou uns bons anos para entrar nos eixos, mas aos poucos ela está se tornando mais comum e mais interessante para o público geral. Agora a realidade virtual finalmente tem um jogo importante, Half-Life: Alyx, há mais opções do que nunca quando se trata de óculos de realidade virtual (headsets) e os chats VR estão se tornando cada vez mais populares. Embora a adoção em massa ainda esteja distante, há uma sensação de que estamos em um ponto crítico no que diz respeito à popularidade da realidade virtual.

cpu intel lga i9cpu ryzen 9cpu ryzen 7cpu intel lga i5
CPU Intel i9 9900KCPU Ryzen 9 3900XCPU AMD Ryzen 7 3700xCPU Intel i5 9600K
Núcleos: 8

Threads: 16

Clock base: 3.6GHz

Clock máximo: 5GHz

Núcleos: 12

Threads: 24

Clock base: 3.8GHz

Clock máximo: 4.6GHz

Núcleos: 8

Threads: 16

Clock base: 3.6GHz

Clock máximo: 4.4GHz

Núcleos: 6

Threads: 6

Clock base: 3.7GHz

Clock máximo: 4.6GHz

Cerca de R$ 3.840Cerca de R$ 3.650Cerca de R$ 2.490Cerca de R$ 1.600
Compre OnlineCompre OnlineCompre OnlineCompre Online

Se você está planejando experimentar a realidade virtual pela primeira vez ou planeja atualizar um computador que está tendo dificuldades para rodar os programas e jogos de maneira suave, então provavelmente você tem algumas perguntas sobre qual hardware é mais adequado. Uma coisa que não mudou muito desde os primeiros testes até hoje é que a VR exige muito do computador.

Nesse artigo nós vamos analisar um componente essencial: o processador (CPU). Você pode ler a lista dos melhores processadores para VR logo abaixo, e depois nós explicaremos alguns pontos importantes sobre performance e especificações recomendadas.

Intel i9 9900K

cpu intel lga i9

Núcleos: 8 | Threads: 16 | Clock: 3.6GHz (Turbo 5GHz) | Cache: 16MB | TDP: 95W

Compre Online

No topo de nossa seleção de CPUs adequadas para VR está o Intel Core i9-9900K. Considerada uma das melhores CPUs já lançadas, esta CPU super rápida possui 8 núcleos, 16 threads, uma velocidade de clock base de 3,6 GHz, uma velocidade de clock TurboBoost de 5,0 GHz e 95 W TDP. Essas especificações são mais do que suficientes para lidar com qualquer carga de processamento intensa, e ultrapassa todos os requerimentos recomendados para realidade virtual.

Além do um ótimo desempenho multitarefa, essa CPU possui um desempenho single-core especialmente alto. Isso dá ao Intel Core i9-9900K uma vantagem em jogos, o que se traduz em uma performance sem igual para VR. Quando combinado com uma GPU poderosa, não há jogos que desafiem o Intel Core i9-9900K. Esse processador é capaz de rodar todos os jogos VR com as configurações gráficas mais altas e com um FPS constante, oferecendo a melhor experiência em realidade virtual disponível atualmente.

Claro, todo esse desempenho tem um preço altíssimo, que é a única desvantagem quando se trata do Intel Core i9-9900K. Ele não é barato e está fora do alcance da maioria dos usuários. No entanto, ele tem o benefício adicional de oferecer desempenho de alto nível para jogos tradicionais que não sejam de RV, tornando-o ideal para aqueles que se interessam por ambos, e você com certeza não precisará substituí-lo por vários anos.

 

Ryzen 9 3900X

cpu ryzen 9

Núcleos: 12 | Threads: 24 | Clock: 3.8GHz (Turbo 4.6GHz) | Cache: 64MB | TDP: 105W

Compre Online

Ao diminuir o tamanho dos seus transistores, a AMD conseguiu aumentar a quantidade de cores nos seus processadores e torná-los mais eficientes. A melhor CPU AMD para VR é o Ryzen 9 3900X. Esse processador conta com incríveis 12 núcleos e 24 threads, uma velocidade de clock base de 3,8 GHz, uma velocidade de clock máximo de 4,6 GHz e 105W TDP. O Ryzen 9 3900x fica no meio termo entre uma CPU voltada para entusiastas e uma CPU voltada para uso profissional.

Sua grande vantagem está na quantidade de cores e threads que essa CPU possui, ao mesmo tempo em que ela se mantém mais barata que a opção da Intel vista acima. O Ryzen 9 3900x  é perfeitamente capaz de produzir as taxas de atualização necessárias para uma excelente experiência de VR de maneira consistente e sem engasgos, e graças a grande quantidade de núcleos, você pode rodar quantos programas quiser em segundo plano sem afetar o FPS do jogo.

Ele fica um pouco atrás do Intel Core i9-9900K em benchmarks de jogos, mas isso é facilmente compensado graças ao desempenho multitarefas superior e um preço ligeiramente menor. À medida que os desenvolvedores de VR aproveitam o poder de processamento de mais núcleos, o AMD Ryzen 9 3900X também oferece recursos significativos à prova de futuro e é um bom investimento para os próximos anos. 

 

AMD Ryzen 7 3700x

cpu ryzen 7

Núcleos: 8 | Threads: 16 | Clock: 3.6GHz (Turbo 4.4GHz) | Cache: 36MB | TDP: 65W

Compre Online

Para quem quer uma opção mais barata e não precisa de tantos núcleos quanto na CPU analisada acima, o AMD Ryzen 7 3700X mantém sua posição quando se trata de jogos VR, com o benefício adicional de um preço mais baixo. Consequentemente, essa CPU é um meio-termo perfeito para aqueles que buscam um bom custo-benefício e um modelo que pode ser usado para vários fins.

Sob o capô, o AMD Ryzen 7 3700X embala 8 núcleos, 16 threads, uma velocidade de clock base de 3,6 GHz, uma velocidade de clock máxima de 4,4 GHz e um TDP de 65W. Isso o torna um concorrente de peso em relação as opções mais caras da Intel em muitas frentes. Tal como acontece com o Ryzen 9 3900X, o desempenho em jogos fica um pouco abaixo dos modelos equivalentes da Intel, mas essas diferenças não impedem o Ryzen 7 3700X de oferecer um FPS alto e constante em jogos, incluindo os de realidade virtual.

Assim como no modelo analisado previamente, o potencial de multi-threading torna o AMD Ryzen 7 3700X à prova de futuro, tornando-o um investimento mais acessível e valioso para uso geral. Outra similaridade é que esse modelo também permite um overclock, mas com menos ganhos potenciais. Como um benefício secundário, ele tem o melhor TDP (potência de design térmico) de todas as CPU analisadas nessa lista, então ele é uma ótima escolha para quem não quer investir em uma nova fonte.

 

Intel i5 9600K

cpu intel lga i5

Núcleos: 6 | Threads: 6 | Clock: 3.7GHz (Turbo 4.6GHz) | Cache: 9MB | TDP: 95W

Compre Online

Sendo a CPU capaz de lidar com VR mais barata atualmente, este i5 de 9ª geração conta com as especificações certas para uma boa experiência em mundos virtuais sem exageros. É uma opção intermediária perfeita para jogadores que desejam o máximo de retorno possível com seu dinheiro, sem gastar muito com a CPU. Seu alto clock single-core, tanto de base quanto durante o Turbo Boost, e instruções atuais são capazes de lidar com a maioria dos títulos VR sem dificuldade.

Esta excelente CPU com capacidade de VR é uma ótima opção para quem vai montar um PC para VR do zero, e precisa investir em outras peças caras. O i5-9600K funciona a uma velocidade de 3,7 GHz e com um Turbo Boost pode chegar a 4,6 GHz. São velocidades de clock altas para um processador de 6 núcleos e 6 threads, tornando-o uma ótima opção para jogos em geral. O i5-9600K ainda tem uma ótima opção de multiplicador desbloqueado que facilita o overclock. Isso permite que usuários experientes extraiam o máximo de processamento possível desse modelo.

Qualquer pessoa que esteja pensando em montar um computador para jogos de realidade virtual precisa ter em mente os altos custos dos componentes, e faz sentindo escolher uma CPU mais básica e investir o restante do orçamento em uma GPU potente. O i5-9600K não é o melhor processador da lista e você precisará ajustar as configurações gráficas em alguns jogos, mas ele serve perfeitamente bem quem tem um orçamento menor.

 

Como escolher uma CPU para realidade virtual

Há uma grande sobreposição entre jogos tradicionais e jogos VR, o que significa que muitos dos critérios que atribuiríamos para bons processadores para jogos também são importantes na hora de escolher a CPU certa para realidade virtual.

A diferença é que o VR impõe demandas mais pesadas ao computador, o método para analisar as melhores CPUs para realidade virtual deve levar isso em conta. Em particular, considerações como a preparação para o futuro, os diversos requisitos dos diferentes fabricantes de headsets VR e a importante questão do desempenho de núcleo único devem ter um grande peso na hora de escolher qual modelo comprar.

Examinando tudo o que o mercado de CPUs tem a oferecer em relação ao desempenho em VR, existem apenas alguns modelos capazes de fornecer uma experiência suave e com uma alta taxa de quadros por segundo. A boa notícia é que tanto a Intel quanto a AMD mantiveram a realidade virtual em mente na hora de lançar as linhas mais recentes de processadores.

Existem CPUs poderosas o suficiente disponíveis das duas empresas, então o mais importante é escolher a faixa de preço máxima disponível e comprar o melhor processador possível dentro dela. Apesar de nenhuma CPU verdadeiramente barata ser capaz de lidar com jogos de realidade virtual, existem alguns modelos intermediários que conseguem oferecer uma experiência muito boa.

 

Requisitos

Nem todos os fones de ouvido possuem os mesmos requisitos de CPU, alguns são mais exigentes do que outros. Embora faça sentido escolher a melhor CPU que seu dinheiro pode comprar, também recomendamos verificar os requisitos do fabricante do seu óculos de realidade virtual com antecedência. Além de garantir que o processador atinja o mínimo necessário, é provável que consiga escolher um modelo que fique entre os dois extremos. O dinheiro economizado pode então ser aplicado em uma GPU melhor, algo que abordamos logo abaixo.

Por conveniência, incluímos os requisitos para os três headsets de realidades virtual mais populares. Em um esforço para atrair uma base maior de clientes, os fabricantes tendem a ser muito lenientes em relação aos requisitos mínimos, que podem produzir experiência longe da ideal. Com isso em mente, sugerimos optar por uma CPU que exceda o mínimo necessário para eliminar possíveis problemas de desempenho e garantir que você não precise substituí-la em pouco tempo.

Oculus Quest 2:

Requisito mínimo – Intel I5-4590/AMD Ryzen 5 1500X ou melhor

HTC Vive:

Requisito mínimo – Intel Core i5-4590/AMD FX 8350 ou melhor

Requisito máximo – Intel Core i5-4590/AMD FX 8350 ou melhor

Valve Index:

Requisito mínimo – Dual Core com Hyper-Threading ou melhor

Requisito máximo – Quad Core ou melhor

 

Importância da GPU

Uma CPU adequada é crucial para um bom desempenho em realidade virtual, mas a GPU sem dúvida desempenha o papel mais importante devido aos requisitos de renderização para dar vida a mundos 3D. Portanto, recomendamos alocar uma boa parte do orçamento para uma GPU dedicada de qualidade. Esse poder gráfico adicional irá atendê-lo bem quando se trata de títulos de RV mais exigentes e, em geral, uma experiência mais fluida em qualquer tipo de jogo.

Como acima, você deve verificar os requisitos do fabricante do headset para ter uma ideia aproximada do que é necessário no departamento de GPU para obter uma boa experiência. Também é importante notar que nem todas as GPUs são compatíveis com todos os headsets. Por exemplo, os conhecidos GeForce GTX 1650 e 1060 da NVIDIA não são compatíveis com o Oculus Quest 2.

 

Orçamento

Como uma tecnologia relativamente nova, o fato de ainda haver um longo caminho para a adoção em massa e os custos de hardware, não podemos enfatizar a importância de preparar sua máquina para o futuro para evitar que um upgrade seja necessário nos próximos anos. A tecnologia de realidade virtual continua a mudar e evoluir em um ritmo rápido, e ter uma CPU capaz de navegar por essas novidades é ainda mais importante do que o normal, pois isso vai economizar seu dinheiro a longo prazo.

Naturalmente, você deve manter em mente os custos de todos os hardwares necessários e escolher o melhor processador possível que caiba dentro do orçamento ou, alternativamente, optar por uma opção de CPU de valor mais baixo com o objetivo de economizar e substituí-la em alguns anos.

No caso da GPU, é um momento delicado pois uma grande combinação de fatores mantém os preços desses componentes elevados, e é pouco provável que eles voltem ao patamar normal tão cedo. A NVIDIA e a AMD lançaram novas linhas principais, as placas baseadas em RDNA 2 e as placas da série Ampere 3000, respectivamente. Levará alguns anos até que um novo lote de GPUs de próxima geração chegue ao mercado, então investir em placas de vídeo novas pode fazer sentindo, mesmo com os preços em alta.

A equipe do Guia de Compra está sempre pesquisando pelos melhores produtos e preços para que você economize tempo. Todos os dias nós analisamos centenas de produtos para achar o que melhor se adapta a você, a sua casa e ao seu bolso.