Melhores Cintas Pós-Parto de 2019

Melhores Cintas Pós-Parto de 2019

Melhores Cintas Pós-Parto

As cintas pós-parto ajudam a melhorar a aparência da barriga, oferecem suporte a coluna e aos músculos abdominais e ajudam a combater o inchaço após a cirurgia. Além de aumentarem a autoestima, elas contam com diversos benefícios para a recuperação do seu corpo, tornando o processo de cura mais confortável e rápido.

Como as cintas pós-parto estão se tornando cada vez mais populares, a quantidade de modelos diferentes cresceu muito e escolher a ideal para você se tornou mais difícil. Nesse guia nós vamos ensinar tudo o que você deve saber sobre a cinta pós-parto, como suas características principais, seus maiores benefícios, como cuidar delas, quanto tempo você pode utiliza-las e muito mais. Também recomendamos as melhores cintas pós-parto do mercado.

Melhor cinta pós-parto com alça: Cinta New Form

Essa cinta pós parto e pós cirúrgica da New Form possui um formato ideal para dar mais suporte as costas e aos ombros, proporcionando uma melhora na postura além dos benefícios da compressão. Seu tecido especial é confortável e durável. Ela conta com dupla custura nas partes mais propensas ao desgaste, o que a torna mais resistente. A compressão ajuda a diminuir o inchaço e a dor associadas ao pós parto, e essa cinta também ajuda a modelar seu corpo em várias áreas. Está disponível nas cores beje e preto.

 

Melhor cinta pós parto barata: Cinta Lucitex

cinta pós parto barata

Uma cinta pós parto simples e efetiva, proporcionando segurança e conforto na recuperação após o parto. Ela possui tecido frontal duplo e é forrada com algodão. Possui uma aba na região inferior para facilitar o uso do banheiro. Também conta com uma abertura lateral que a torna mais fácil de vestir. Ela proporciona a compressão recomendada para diminuir medidas e oferecer suporte a região abdominal. Também pode ser encontrada nas versões preta e beje.

 

Benefícios da cinta pós-parto

As cintas pós-parto oferecem compressão e suporte para o abdômen e parte inferior das costas, além de melhorar a circulação e a postura. Cintas de compressão foram prescritas por médicos durante anos após cirurgias abdominais – incluindo cesarianas – mas, na última década, as cintas pós-parto projetadas especificamente para mulheres que acabaram de dar a luz inundaram o mercado. Eles vêm em vários estilos (cinta alta, macaquinhos, com encaixe para pernas, entre outros) e com diferentes fechos (velcro, zíperes, botões, entre outros), mas os principais benefícios permanecem os mesmos em todos os estilos:

  • Uma cintura pós-parto pode ajudar a aliviar a dor lombar.
  • Uma cintura pós-parto ajudará a melhorar sua postura.
  • Uma cintura pós-parto dá apoio à área da incisão da cesariana.
  • Usar uma cintura pós-parto pode ajudar a sustentar seus músculos abdominais.
  • Usar uma cintura pós-parto pode ajudá-la a ganhar autoestima e confiança para se movimentar.
  • Suas roupas vestirão melhor quando você usa uma cintura pós-parto.
  • A compressão de uma cintura pós-parto ajudará a empurrar o útero e os órgãos abdominais para o devido lugar.
  • Suporta os músculos abdominais e pode ajudar na diástase do músculo reto abdominal.
  • Ajuda a reduzir o inchaço pós-cirúrgico.

Uma coisa que a cinta pós-parto não faz? Magicamente encolher sua cintura de volta ao tamanho que estava antes da gravidez. O único jeito de voltar a ter uma barriga menor e mais lisa é através da dieta, exercício e tempo – embora uma cinta pós parto ajude a proporcionar uma aparência mais suave sob a roupa, semelhante ao shapewear.

Depois de receber a aprovação do seu médico, as faixas abdominais pós-parto podem ser usadas imediatamente após o parto. A maioria dos fabricantes sugere usar uma por cerca de 10 a 12 horas por dia, por até dois meses após o parto. No primeiro dia é melhor usar a cinta por menos tempo, umas 2 ou 3 horas, apenas para se certificar que você vai se acostumar bem a peça e ter certeza que ela não está apertada demais a ponto de atrapalhar a respiração.

Suporte Abdominal

O parto é difícil para os músculos do estômago. Independentemente de você ter um parto natural ou uma cesariana, os músculos abdominais vão ser afetados e precisam de tempo e suporte para se recuperarem totalmente.

Seus músculos estarão sobrecarregados por semanas ou meses após o parto, por isso um apoio extra abdominal que uma cinta oferece é ideal para que eles fiquem no lugar com mais facilidade. Com uma cesariana em particular, sua recuperação pode ser ainda mais difícil, porque você também está lidando com o corte da cirurgia. Os envoltórios ou cintas podem ajudar com a pressão e a dor que você sentirá com a abertura da pele e os pontos.

Postura

Manter a postura correta pode ser um grande feito após a gravidez. Sua postura tem mudado constantemente nos últimos nove meses e voltar ao normal pode exigir algum trabalho e concentração. Se você não re-adaptar sua maneira de andar e o seu posicionamento da coluna, pode começar a sentir dores relacionadas a má-postura.

Uma boa cinta pós-parto vai dar um suporte adicional as suas costas e lombar, ajudando você a manter uma postura correta sem precisar se lembrar constantemente disso.

Dor nas costas

Suas costas podem sentir como se estivessem pegando fogo nas primeiras semanas após o parto. Os médicos dirão a você para não levantar nada mais pesado do que seu bebê por um determinado tempo e eles lhe dirão para não se apressar em tarefas domésticas ou exercícios. Seu corpo acabou de trazer outra vida a este mundo, então você merece um bom repouso.

Mas realisticamente isso não é sempre possível, muitas mães precisam fazer muito cedo demais. O ideal é descansar, mas se isso não for possível, uma cinta oferece o suporte necessário para que você fique de pé com mais segurança e pode ajudar a aliviar um pouco da dor que você sente ao se mexer.

 

Escolhendo a cinta pós-parto ideal

Não faltam modelos diferentes de cintas pós-parto no mercado, a maioria não parece ter nenhuma grande diferença entre si. Mesmo não sendo imediatamente visíveis, as cintas pós-parto têm diferenças que podem afetar seu funcionamento e o conforto que vai sentir ao usa-las.

Aqui estão algumas das coisas que você precisa pensar antes de escolher a melhor cinta pós-parto.

Discrição: Você vai querer uma que não alerte todos os transeuntes que você está usando um cinto. Ela não deve ter um tecido muito grosso que marque por baixo da roupa. Como o tamanho das cintas defere bastante, com algumas pegando apenas sua barriga e outras alcançando dos ombros até as coxas, você deve pensar nas roupas que quer usar e se elas vão cobrir totalmente a cinta escolhida.

Facilidade de uso: Se colocar sua cinta pós-parto é tão difícil quanto tentar entrar em um maiô apertado e molhado, você pode querer reconsiderar a sua escolha. Colocar uma faixa ou um envoltório não deve fazer você se sentir cansada, como se tivesse acabado de fazer um grande exercício. Por sorte, a maioria das cintas hoje em dia utilizam um sistema de fechamento que as torna mais fáceis de vestir.

Estabilidade: Você não quer perder tempo puxando para cima e para baixo uma cinta que fica deslizando e mudando de lugar no seu corpo toda vez que você se mexe. Isso é um grande inconveniente e costuma acontecer mais com as cintas menores, que só envolvem a barriga. Tenha certeza que a cinta em questão tenha mecanismos que a mantenha no lugar ou considere uma cinta maior, que cubra as coxas ou que tenhas alças para os ombros.

Conforto: Você provavelmente é uma grande fã de conseguir respirar direito, então você não quer que o seu cinto ou wrap seja apertado demais. A cinta deve oferecer uma compressão estável, não apertar você como se fosse um espartilho. Se você sentir qualquer tipo de dificuldade para respirar ou sentir que sua pele está sendo machucada pela fricção, pare de usar a cinta imediatamente. Esse tipo de aperto não ajuda em nada.

Preço: O orçamento pode ficar um pouco apertado com todos os acessórios, roupas, móveis e equipamentos para bebê que você precisou comprar nos últimos meses. Ter um bebê não é nada barato, então é claro que o preço é um fator muito importante. As cintas pós-parto são peças simples e estão no mercado faz muito tempo, então existem ótimas opções baratas que cumprem muito bem a sua função.

Tecido: Um dos fatores que vai afetar o conforto de uma cinta pós-parto, além do nível de compressão, é o tecido utilizado. Existem várias opções diferentes para escolher, mas você deve se certificar que o tecido é respirável, ou seja, que permite que ar passe entre ele. Permitir a circulação de ar vai evitar que você se sinta com calor e fique suada enquanto usa a cinta pós-parto. Obviamente que a roupa que está por cima da cinta também deve ser respirável.

 

Dicas para usar uma cinta pós-parto

Quando você estiver pronta para começar a usar uma cintura pós-parto, aqui estão algumas dicas para ajudar a tornar essa experiência um pouco mais confortável para você.

Lave a peça a mão

Você quer que sua cintura pós-parto dure. A maioria das cintas no mercado são feitas para serem lavadas à mão. Elas não devem ser lavadas na máquina de lavar, do contrário elas podem esgarçar e perder totalmente a compressão ou encolherem e ficarem impossíveis de vestir. Ao lavar a cinta pós-parto na mão ela vai durar mais tempo e manter sua forma e compressão por mais tempo.

Escolha um modelo com aba

Se a sua cinta pós-parto cobrir a virilha ou as coxas, escolha uma que tenha uma abertura . Isso fará com que a ida ao banheiro seja muito mais fácil, basta abrir a aba e fechar depois que estiver tudo feito. Com a aba, você não precisa abaixar e levantar totalmente a cinta toda vez que for ao banheiro.

Nunca use uma cinta apertada demais

As cintas pós-parto nunca devem ser tão apertadas que você sinta tontura, náusea ou dificuldade para respirar. Também fique atenta a dores na barriga e danos a pele. Você deve ser capaz de continuar sua rotina diária normal, sentindo-se bem apoiada em sua cintura, mantendo uma boa postura e respirando naturalmente.

Use todos os dias

Para melhores resultados, você deve usar seu cinto todos os dias. Você deve passar por um período de adaptação nos primeiros dias, depois que estiver confortável, pode usar a cinta pós-parto o dia todo. Mas ouça o que seu corpo lhe diz. Se seu corpo sente que precisa de um descanso, dê a ele, especialmente em dias que você não vai precisar fazer qualquer atividade física.

Escolha o tamanho certo

Certifique-se de verificar o gráfico de dimensionamento da cintura pós-parto que você está comprando. Todo fabricante tem sua própria tabela de tamanhos.

É importante que você escolha o tamanho certo, pois os tamanhos das faixas são muito diferentes dos tamanhos das roupas. Use uma fita métrica se não tiver certeza de qual tamanho comprar. Um cinto funciona muito melhor quando se encaixa corretamente.

 

Quando começar a usar uma cinta pós-parto

Se você teve uma gravidez descomplicada, você pode usar uma logo após o parto. Algumas mulheres optam por usá-las algumas horas após o parto. Comece com apenas algumas horas e veja como se sente, se está confortável e não está apertando demais. Quando você tiver certeza que a cinta se ajusta bem ao seu corpo confortavelmente, você pode usa-la todo o dia por quanto tempo quiser. A maioria das empresas recomenda usá-la dia e noite, exceto quando você toma banho, por 30 a 60 dias após o parto.

Se você já teve uma cesariana, veja o que seu médico disse sobre o uso dessas peças nos primeiros dias após a gestação. Algumas mães preferem usa-las imediatamente porque sentem que ajuda com a dor e com a incisão. Já outras mães não aguentam ter nada tocando sua incisão e devem esperar o período de cicatrização terminar antes de usar uma cinta pós-parto.

Apenas certifique-se de que a cinta pós-parto não fica muito apertada a ponto de machucar a pele ou atrapalhar a respiração, como já foi dito acima. O excesso de compressão é perigoso e pode retardar sua cura. Você deve ser capaz de respirar confortavelmente e não se sentir restrita em seus movimentos. Se se tornar desconfortável a qualquer momento, retire-a imediatamente.

 

Quando a cinta pós parto não é indicada

Qualquer mulher que esteja mostrando sinais de infecção, especialmente em uma ferida de cesariana, ou que tenha outras complicações de gravidez ou parto, como pré-eclâmpsia ou corioamnionite, deve evitar a obstrução e a compressão da barriga. É por isso que é tão importante tirar suas dúvidas com um médico antes de usar a cinta em casos de complicações na gravidez. Apenas o médico que está acompanhando o seu caso vai poder dizer se e quando é seguro usar uma cinta pós-parto.

 

cinta pós parto barata
Cinta pós-parto New Form Cinta pós-parto Lucitex
Cerca de R$ 110 Cerca de R$ 40
Compre online Compre online
Equipe
A equipe do Guia de Compra está sempre pesquisando pelos melhores produtos e preços para que você economize tempo. Todos os dias nós analisamos centenas de produtos para achar o que melhor se adapta a você e ao seu bolso.