Melhores Thin Clients de 2020

Melhores Thin Clients de 2020

mini pc mitsushiba

Os sistemas thin client são computadores simples projetados para obter todo o software e arquivos de um servidor centralizado. A forma do thin client depende de como e onde será usado, variando conforme a indústria e uso final, e elas se assemelham aos mini PCs, que também são computadores compactos. Os dois podem substituir desktops tradicionais em muitas situações, a grande diferença é que os thin clients são projetados para se conectar remotamente a um servidor remoto ou data center que faz todo o trabalho em um ambiente virtual.

 mini pc elgin
Thin Client Beelink U55Thin Client Acute Angle AA B4Thin Client Elgin Nano Newera E3
Intel Core i3-5005 Dual Core

8GB de memória RAM

128GB de armazenamento SSD

Intel N3450 Quad Core

4GB de memória RAM

64GB SSD + 128GB HDD de armazenamento

Intel Celeron 847 Dual Core

4GB de memória RAM

120GB de armazenamento SSD

Cerca de R$ 1.140Cerca de R$ 1.980Cerca de R$ 1.390
Compre onlineCompre onlineCompre online

O mercado para sistemas thin client é robusto, com poucas marcas disponíveis, portanto, os administradores devem realizar uma comparação completa antes de tomar uma decisão final. Algumas empresas que produzem esse tipo de dispositivo oferecem muitos designs diferentes, enquanto outros oferecem apenas alguns ou apenas um, por isso é tão importante pensar no uso final do thin client.

Os principais fornecedores de thin clients incluem grandes empresas que os oferecem como parte de sua extensa linha de produtos, além de empresas menores especializadas na produção desse tipo de computador. Nesse artigo nós vamos analisar os melhores modelos de thin clients do mercado e também explicar de maneira mais detalhada suas principais vantagens.

Melhores Thin Clients

Beelink U55

thin client beelink

CPU: Intel Core i3-5005, 2C / 4T, 2GHz, 3MB | Placa de vídeo: Intel HD Graphics 5000 | RAM: 8GB DDR3 | Armazenamento: SSD de 128GB | Portas: 2 x USB 3.0, USB-C, 2 x HDMI, conector de áudio 3.5mm | Conectividade: 802.11 a/b/g /n/ac, WiFi de banda dupla 2.4GHz / 5GHz, Bluetooth 4.0, LAN RJ45

+ CPU eficiente

+ DisplayPort e HDMI

+ Excelente relação custo-benefício

Se você está procurando uma combinação de thin client e mini PC com ótimo desempenho, o L55 da Beelink, que executa uma versão sem bloatware do Windows 10, é uma das melhores escolhas possíveis. Mesmo antes de tirá-lo de sua caixa, sua ficha técnica já impressiona – uma CPU Intel Core i3, com quatro threads, e 128GB de armazenamento SSD. Ele também é um dos poucos thin clients com 8GB de memória RAM. Outra grande vantagem está no departamento de conectividade, com dupla saída HDMI para transmitir conteúdo em 4K, entrada para LAN e wi-fi dual band para permitir um alcance maior ou interferência menor em locais com transmissão wireless compatível. Também é um dos poucos modelos com entradas tipo USB-C.

 

Acute Angle AA B4

thin client acute angle

 

CPU: Intel Apollo Lake N3450 / 4C / 4T, 2 MB, 1,1 GHz | Placa de vídeo: Intel HD Graphics 500 | RAM: 4GB | Armazenamento: SSD de 64GB + 128GB | Portas: 3 x USB 3.0, HDMI, conector de áudio 3.5mm | Conectividade: Intel Wireless-AC 3165, Bluetooth 4.0, LAN RJ45

+ Armazenamento interno combina SSD e HDD

+ Design e acabamento exclusivo

Como o nome indica, esse thin client tem um design único em formato triangular e acabamento em madeira. Além de ser visualmente interessante, ele é um dos mini computadores mais finos do mercado. Na parte do desempenho, especificações relativamente modestas no papel dão conta de tarefas básicas e funcionam muito bem conectados a um servidor central. Ele conta com uma ótima conectividade, incluindo uma saída HDMI, e parte do armazenamento interno em SSD. Aliás, o Windows 10 deveria vir instalado no SSD interno, isso tornaria o computador mais ágil, mas infelizmente ele vem instalado no HD.

 

Elgin Nano Newera E3

mini pc elgin

CPU: Intel Celeron 847 / 2C / 2T, 2 MB, 1,1 GHz | Placa de vídeo: Intel HD Graphics | RAM: 4GB | Armazenamento: SSD de 120GB | Portas: 4 x USB2.0, VGA, conector de áudio 3.5mm | Conectividade: WiFi de banda única, LAN RJ45

+ Porta VGA

+ Marca internacionalmente reconhecida

Esse thin client da Elgin for projetado para uso corporativo leve. Ele é um dos poucos thin clients com porta VGA, que está se tornando um recurso raro. Conta com um bom armazenamento interno, que pode ser suplementado com um pen drive, e possui uma fonte externa nas voltagens 110V e 220V. Em compensação, não existe nada que melhore o desempenho da CPU Celeron, ele vai depender totalmente de um processamento externo para qualquer tarefa relativamente exigente. Ele é uma boa opção caso você queira reutilizar os monitores antigos com porta VGA.

 

Como escolher o thin client que melhor se adapta às suas necessidades

Uma das decisões mais importantes que você já pode tomar em relação a um projeto de infraestrutura de área de trabalho virtual é selecionar o terminal perfeito para atender às suas necessidades. Simplificando, o VDI é a prática de executar sistemas operacionais de desktop em VMs localizadas em data centers.

Agora, você pode considerar uma das duas opções; Clientes Thin ou Zero Clients. Existem muitas opções no mercado, com cada fornecedor oferecendo abordagens exclusivas para o setor. Aconselhamos que você analise seus requisitos de negócios em detalhes para poder selecionar o melhor terminal para atender a essas necessidades. Isso também ajudará você a entender melhor outros dispositivos que você pode escolher à medida que expande seus negócios.

Portanto, comece fazendo uma lista de algumas considerações básicas. Qual é o raciocínio por trás do seu modelo de negócios? Quais são as suas necessidades de usuário final? Existem recursos específicos que lhe interessam? Conhecer as respostas para tudo isso é vital para tornar seu plano de projeto de virtualização um vencedor.

 

Custo

Determine por que você deseja migrar para a virtualização em primeiro lugar. Isso inclui saber como seus terminais atuais apresentam desafios, limitações ou pontos problemáticos que você precisa superar. Em seguida, defina os principais fatores do seu plano de projeto. Deseja melhorar o desempenho da área de trabalho ou reduzir as contas de alta energia dos computadores tradicionais? Ou você está planejando introduzir certos aplicativos para tarefas críticas que seu ambiente existente não pode suportar?

De qualquer forma, crie um plano de orçamento sólido. Agora, os Thin Clients suportam uma ampla variedade de recursos. Você pode obter modelos padrão com os recursos mais básicos, enquanto os mais sofisticados possuem mais potência e um hardware mais avançado. Observe que sua decisão será baseada principalmente nas demandas do usuário.

Dispositivos padrão de baixo custo, como o Raspberry Pi, são os mais adequados para os trabalhadores que geralmente executam aplicativos baseados em texto e requerem periféricos limitados. Depois, existem usuários normais que geralmente acessam um grande número de aplicativos e gerenciam documentos complexos. Para esse grupo, considere as opções que oferecem funcionalidade de nível intermediário, recursos básicos de multimídia e eficiência de multitarefa.

Por fim, os usuários avançados executam aplicativos intensivos de edição e precisam de thin clients que ofereçam entradas múltiplas para periféricos e que sejam capazes de processar gráficos pesados. Isso significa pesquisar modelos com placas gráficas, leitor de cartão inteligente integrado, várias opções de conectividade e suporte para monitores quádruplos e conexão de fibra via cabo.

Idealmente, reduza suas opções àquelas que suportam uma variedade de protocolos remotos de PC, periféricos e forneçam uma experiência de PC de qualidade na rede para um ou mais monitores. Em qualquer caso, eles devem ser capazes de fornecer suporte completo para as necessidades diárias de cada usuário. Isso também economizará tempo na preparação e teste de opções para o gerenciamento eficaz da área de trabalho.

 

Gestão na nuvem

O gerenciamento de um modelo de computação desatualizado pode causar frustração e dificuldades no departamento de TI. Considere quanto tempo e esforço as equipes de TI investem na reparação e substituição de computadores antigos, sem mencionar os custos gerais de suporte que acompanham sua manutenção. Esse é um dos principais motivos pelos quais as empresas avançam na implantação de modelos baseados em Thin Clients.

Uma opção é seguir a rota de reutilização de computadores comuns. Aumente sua vida útil transformando-os em Thin Clients com o sistema operacional ClearCube Cloud. Em seguida, você pode conectar esses terminais seguros e gerenciados centralmente a um PC remoto ou sistema de back-end. Isso reduz a complexidade da adoção de um software completo de configuração ou virtualização de VDI, especialmente se você não estiver pronto para fazer um grande investimento em hardware novo. Claro, os computadores que serão reutilizados devem cumprir com as especificações técnicas, especialmente em relação a CPU e a memória RAM.

O Cloud Desktop OS é um sistema operacional versátil baseado em Linux que permite supervisionar centralmente thin clients com segurança e facilidade. Você pode conectar esses dispositivos a desktops hospedados, desktops hospedados na nuvem e até aplicativos hospedados centralmente, prontos para uso.

Os melhores dispositivos são aqueles que você pode configurar com menos tempo e trabalho e isso beneficia empresas que não possuem departamentos de TI dedicados. Considere os Thin Clients baseados em VMware, CITRIX HDX e Microsoft RDP para fácil conectividade, compatibilidade de rede e alto desempenho. Esses endpoints não vêm apenas com ferramentas que facilitam a implantação e reduzem o tempo geral de instalação, as atualizações e os patches de firmware para eles são distantes entre si, e as que precisam ser implementadas geram alta funcionalidade o tempo todo.

 

Protocolos de exibição remota

Este é outro conceito importante para Thin Clients. Quando se trata endpoints, o servidor gerencia todo o processamento para que o próprio dispositivo receba apenas dados de teclado, mouse e vídeo. Ele precisa de recursos suficientes para fornecer E / S de teclado e mouse e exibir informações de vídeo. Como resultado, você é apresentado à interface do usuário quando o protocolo gerencia essa comunicação.

Vamos ver o lado complicado das coisas. O volume de dados mostrado no processamento de exibição de vídeo é realmente enorme. Portanto, o que você precisa é de suporte abrangente ao protocolo de exibição remota para proteger, otimizar e acelerar a comunicação entre o terminal endpoint e o host back-end. De qualquer forma, os recursos e eficiências que acompanham um determinado protocolo de exibição determinam a interface de usuário (UX) geral, portanto, você deve planejar adequadamente.

Vamos manter algumas coisas em mente. Independentemente das demandas e fluxos de trabalho do usuário, nenhuma configuração de VDI funcionará bem sem Thin Clients que oferecem amplo suporte aos protocolos. Levando isso em consideração, às vezes os modelos mais acessíveis fornecem suporte limitado a esses protocolos. Isso pode ser especialmente um problema para ambientes corporativos em que o departamento de TI precisa suportar mais de um protocolo para facilitar projetos detalhados.

Você pode resolver isso facilmente com uma pequena pesquisa sobre os principais players dos protocolos de exibição remota. Para citar alguns, você tem Teradici PCoIP, VMware Blast Extreme, Microsoft RemoteFX e CITRIX HDX. Para um desempenho sem compromissos, tome sua decisão de compra com base nos endpoints que oferecem cobertura aos quatro protocolos.

Equipe
A equipe do Guia de Compra está sempre pesquisando pelos melhores produtos e preços para que você economize tempo. Todos os dias nós analisamos centenas de produtos para achar o que melhor se adapta a você e ao seu bolso.