Pular para o conteúdo

Melhor Scanner Automotivo OBD2 – 2022

Os scanners automotivos OBD2 e os leitores de código de carro são as maneiras mais fáceis e baratas de descobrir qual é o problema do seu carro, onde ele começa e como consertá-lo. Até o melhor leitor de código de carro barato oferece mais informações do que você conseguiria de um revendedor ou de uma oficina mecânica, e não há custos com mão de obra e nem vendedores inventando problemas adicionais. Uma oficina de confiança pode cobrar até 300 reais para fazer um diagnóstico do problema, sem contar os custos do reparo, então um scanner OBD2 pode te economizar muito dinheiro a longo prazo.

leitor obd2 lorben leitor obd2 Autel AutoLink AL319
Scanner Automotivo OBD2 Konnwei Kw850 Scanner Automotivo OBD2 Autel AutoLink AL319
Cerca de R$ 570 Cerca de R$ 495
Compre online Compre online

Se você precisar de um pouco mais do que apenas ler e limpar os códigos básicos de falha do motor, um scanner OBD2 completo é um ótimo investimento. Como outras tecnologias, os preços dessas ferramentas de verificação automotiva continuam caindo, tornando-os acessíveis para a maioria dos apaixonados por carros e entusiastas da mecânica. Para mecânicos profissionais, um scanner portátil OBD2 facilita e agiliza muito os consertos, o que significa mais tempo para se dedicar a outros carros de outros clientes.

Seja para amadores ou para profissionais da mecânica automotiva, um scanner OBD2 é uma ferramenta versátil que facilita muito os consertos. Esse artigo ensina tudo o que você saber sobre os scanners OBD-II e quais são os melhores do mercado.

Melhores Scanner de Código OBD2

Konnwei Kw850 – Melhor Scanner Automotivo OBD2 Barato

leitor obd2 lorben

Compre Online

O KW850 OBDII / EOBD Scanner suporta todos os dez modos de teste OBDII em todos os veículos compatíveis com esse padrão para permitir que os técnicos diagnostiquem com precisão até os problemas mais complexos. Tudo isso em português.

Recupera códigos de diagnóstico (DTC) genéricos e específicos do fabricante, apresenta biblioteca e o software de pesquisa OBD-II DTC integrados e atualizável via Internet. Possui tela LCD retroiluminada de fácil leitura, menu multilíngue e definições DTC e conectividade OBD-II padrão de 16 pinos; não são necessários cabos adicionais. Conta com funcionalidades avançadas, incluindo fluxo de dados PCM ao vivo, dados de teste do sensor O2 ao vivo, dados gráficos (ano 1996 ou mais recentes), backup de memória para revisão e análise de dados fora do veículo e impressão USB. Também suporta os protocolos CAN (Controller Area Network) e todos os outros protocolos OBD-II atuais.

Sofisticado e fácil de usar, esta ferramenta de varredura ergonômica exibe dados de teste do sensor de O2 ao vivo e lê o fluxo de dados PCM também ao vivo. Este scanner conta com sensor O2, testador de voltagem da bateria e acompanha manual (também em português) e bolsa de transporte. O scanner ainda possui uma biblioteca de pesquisa OBD-II DTC incorporada e é atualizável por software via Internet. Ele realiza testes de módulos atuais, lê, armazena e reproduz dados do sensor ao vivo e imprime dados via PC, caso você queira.

 

Autel AutoLink – Scanner Automotivo Profissional OBD2 Profissional

leitor obd2 Autel AutoLink AL319

Compre Online

O scanner OBD2 AutoLink da Autel suporta várias solicitações de código: genérico, específico do fabricante e códigos pendentes, além de exibir dados ao vivo em formas de gráfico e texto e em cores. A definição do DTC pode ser exibida automaticamente após a leitura.

Ele lê dados de quadro congelado que mostram as condições do motor, como compensação de combustível, temperatura do líquido de arrefecimento do motor, etc., no momento em que a lâmpada indicadora de mau funcionamento foi ligada. Esse scanner completo lê, grava, recorda e reproduz registro de dados ao vivo do sensor.

Esse scanner OBDII foi criado para ler e apagar facilmente os códigos do motor. Ele é um scanner OBD II e EOBD aprimorado que cobre todos os protocolos obd2 e todos os serviços de diagnóstico OBD; portanto, funcionará com praticamente qualquer veículo equipado com obd2 e exibirá mais dados de diagnóstico do que qualquer outra ferramenta de verificação obd2. O tamanho compacto, o teclado organizado de forma clara, a navegação orientada por menus, as teclas de atalho e a tela colorida tornam essa ferramenta de diagnóstico para veículos extremamente fácil de usar. Ele registra PIDs para uso posterior para ajudá-lo a diagnosticar problemas intermitentes de desempenho de direção que não podem ser determinados por outros métodos.

A luz do mecanismo de verificação pode ser causada simplesmente por um injetor de combustível sujo, o uso de um limpador de bico injetor pode resolver o problema, ou pode ser um problema mais complexo, onde um sensor de oxigênio com defeito é o culpado e deve ser trocado. Se está difícil dar partida no seu carro, não presuma automaticamente que ele precisa de uma nova bateria ou de um novo motor de partida. Seu scanner OBD2 pode dizer se um carregador de bateria vai resolver o problema ou se o conserto será mais complexo.

 

O que é um scanner automotivo OBD2?

A maioria oficinas mecânicas e centros autorizados de montadoras possui uma ferramenta de verificação OBD2 disponível. Este é um leitor de código de carro ou ferramenta de diagnóstico que permite que você se comunique com o computador do carro sobre o que está errado e o que precisa ser corrigido.

Este sistema tem sido usado por quase muitas marcas e modelos desde 1996 para permitir que mecânicos e oficinas diagnostiquem problemas de maneira prática e precisa. Para profissionais da mecânica automotiva, elas são ferramentas muito eficazes para diagnosticar rapidamente o problema em um veículo.

A desvantagem é que os scanners OBD2 automotivos profissionais podem custar mais de mil reais. Essa é uma despesa significativa para um usuário não profissional, mas vale muito a pena se você planeja ou precisa consertar veículos com frequência.

Há uma variedade de opções disponíveis para o mecânico doméstico, desde leitores de código de veículo muito básicos, a adaptadores Bluetooth OBD2, até scanners automotivos OBD2 abrangentes. Os recursos variam de acordo com o preço; portanto, você deve comprar um scanner que forneça os recursos necessários para o seu veículo a um preço acessível.

Confira também: melhores aspiradores para carros e melhores lavadoras de alta pressão.

 

Como usar um scanner OBD2?

O primeiro passo é garantir que o seu veículo possui essa ferramenta de diagnóstico, pois o OBD2 só foi adotado no mercado interno em 2010. Embora várias marcas e modelos de ferramentas de verificação possam ter instruções ligeiramente diferentes sobre o uso, aqui está o processo geral para usar um leitor OBD2 dedicado:

  1. Com o veículo desligado, localize o conector do link de dados que normalmente fica embaixo ou à esquerda do volante. Esta tomada permite que você acesse facilmente o computador de diagnóstico do seu veículo para solucionar problemas e realizar atualizações.
  2. Conecte cuidadosamente o cabo do seu scanner OBD-II ao conector do link de dados. A extremidade do cabo terá um plugue de 16 pinos que deve se encaixar perfeitamente na saída do carro. Esses pinos são muito delicados; portanto, não pressione demais ou você corre o risco de entortar os pinos ou quebrar o plástico ao redor do plugue.
  3. Gire a chave da ignição para a posição “ligado”. Algumas marcas de leitores de código OBD2 realmente precisam que você dê partida no carro e o faça funcionar, portanto, é uma boa ideia ter sempre o manual do scanner em mãos.
  4. A maioria dos scanners OBD2 liga automaticamente quando a posição de ignição está no “ligado” (on), mas alguns modelos podem precisar que você pressione manualmente um botão liga / desliga.
  5. Quando o scanner estiver pronto, você precisará iniciar uma “digitalização” ou “leitura” do sistema de diagnóstico do veículo. Essa parte varia muito de modelo, pois alguns modelos têm um único botão claramente sinalizado, enquanto outros precisam que você passe por uma série de menus. Se você não tiver certeza, siga as instruções detalhadas no manual.
  6. Uma vez que o leitor de código termine o seu trabalho de leitura, ele fornecerá um código (ou vários códigos) de problemas de diagnóstico. Dependendo do modelo, você precisará anotá-las e pesquisar os códigos na internet usando um notebook ou smartphone, ou usar o próprio scanner para entender o código, caso ele venha com uma lista de códigos pré-instalada na memória interna.
  7. Usando esses códigos DTC, pesquise-os para ver o que cada um significa. A maioria dos manuais dos scanners mostra pelo menos alguns dos códigos genéricos mais comuns, que são iguais em todos os modelos de veículos. Alguns fabricantes de automóveis também terão um conjunto de códigos suplementares apenas para esse fabricante em particular. Estes podem ser facilmente encontrados online ou no manual de reparo do automóvel.
  8. Depois de receber o diagnóstico dos códigos de erro, gire a ignição do carro para a posição “Desligado” e desconecte cuidadosamente o scanner OBD2.

 

Cuidados ao utilizar um scanner OBD2

A maioria das pessoas é capaz de realizar uma troca de óleo ou limpar o radiador do próprio carro, mas é necessário um conhecimento mais profundo para realizar reparos mais complexos, e muitas vezes você também precisa ter acesso a ferramentas especializadas. Você pode usar um dispositivo OBDII para identificar um problema, mas, a menos que possua as ferramentas e o treinamento adequados, ainda pode ser uma ideia melhor ter o trabalho realizado por um profissional.

Lembre-se, por exemplo, de que, se você tentar realizar uma tarefa mais complicada, como substituir uma correia dentada, obviamente, seu carro não poderá ser conduzido novamente até que o reparo esteja concluído; portanto, iniciar um conserto para o qual você não esteja preparado ou qualificado pode sair bem mais caro do que simplesmente levar o carro em uma oficina quando você inclui as taxas de reboque e outros custos.

 

Qual a diferença entre OBD1 e OBD2?

A sigla “OBD” significa “on-board diagnostic”, ou diagnóstico a bordo. A primeira versão deste sistema (OBD1) ofereceu a capacidade de solucionar problemas de códigos de diagnóstico (DTCs). Cobriu veículos até 1996 e cada fabricante de carro tinha seus próprios códigos e local para acessá-los. Não era muito fácil de usar e normalmente não era usado nem por profissionais do ramo nem por entusiastas.

Em 1996, o OBD2 foi criado. Além de ter um padrão universal que funcionava em todas as marcas e modelos, era rápido, fácil de usar, fornecia códigos de falha muito mais detalhados e vários recursos avançados de diagnóstico que continuam a melhorar à medida que novos modelos de ferramentas de varredura OBD2 foram introduzidos no mercado. O padrão foi introduzido no Brasil apenas em 2010.

 

Recursos importantes

Nem todas as ferramentas de diagnósticos são iguais. Alguns podem fornecer apenas código básico do mecanismo e verificar as funções da luz do motor, enquanto outros podem fornecer dados de congelamento, dados em tempo real, funcionalidade SRS e ABS, testes de bateria e alternador e até bancos de dados abrangentes de correções recomendadas.

Se planeja usar uma ferramenta de varredura frequentemente para uma variedade de diagnósticos, geralmente para uso profissional em oficinas, compre um scanner OBD2 completo. É provável que você realmente precise usar a maioria dos recursos avançados que eles oferecem. Para consertos eventuais do seu carro, um scanner OBD2 básico é a melhor escolha já que você só precisa de um diagnóstico preciso e não vai utilizar recursos avançados da ferramenta.

 

Perguntas frequentes

Para que serve um scanner OBD2?

OBD-II (On-Board Diagnostics) é um conjunto de regras padronizado para o computador interno do seu veículo. Para ler todos os dados no computador do seu carro, você precisará de um leitor especializado que geralmente é chamado de scanner OBD2.

Um scanner OBD-II pode fornecer informações sobre o computador do seu veículo, como motor, transmissão e outros sistemas vitais. Existem muitos scanners OBD-II no mercado, do nível profissional ao mais básico. Alguns cobrem padrões de erros específicos de cada fabricante, outros apenas leem os códigos genéricos do padrão OBD2.

O que é o padrão OBDII?

Originalmente, era um conjunto de regras e requisitos que devem ser atendidos para que um carro seja capaz de diagnosticar falhas associadas aos possíveis danos ao meio ambiente. Sim, o padrão OBDII foi projetado principalmente para evitar danos ambientais, mas sua versão final ampliou muito o escopo e ajuda a diagnosticar outras falhas.

 

Todos os códigos OBD2 são iguais?

Existem dois tipos de códigos de problemas de diagnóstico OBD II: códigos genéricos “P0” e códigos “P1” aprimorados. Todos os veículos usam as mesmas definições básicas para os códigos genéricos, mas os códigos aprimorados são específicos do veículo e podem variar de um ano de modelo para outro. Alguns scanners OBD2 são capazes de ler códigos específicos, enquanto os modelos mais baratos só são capazes de ler códigos genéricos.

 

Os códigos OBD II são universais?

Infelizmente não. Como dito acima, o padrão foi introduzido no mercado americano nos anos 90, mas só foi incluso em modelos fabricados para o mercado brasileiro em 2010. Existe a possibilidade de um carro fabricado para o nosso mercado anterior a 2010 possuir o padrão OBD2, mas é algo raro. Por isso é necessário pesquisar o modelo do seu carro antes de comprar um scanner.

O padrão OBDII foi introduzido como obrigatório nos EUA para todos os carros fabricados desde 1996 para o mercado norte-americano.

O padrão OBDII (ou EOBD) foi introduzido como obrigatório na Europa para todos os carros a gasolina (gasolina) somente a partir de 2001. Desde 2003, tornou-se obrigatório para todos os veículos a diesel.

Em 2008, a norma passou a ser obrigatória para todos os veículos produzidos para o mercado chinês. Em 2005-2006 tornou-se obrigatória para a Austrália. Em 2010 o mercado brasileiro adotou o padrão OBD2 de forma oficial.

No Japão esta norma não é obrigatória. Portanto, os carros produzidos para o mercado japonês na maioria não suportam o padrão OBDII. 

Tenha em mente que nós estamos sempre falando sobre carros fabricados PARA tal mercado, não importa onde ele seja produzido. Por exemplo, se os japoneses fabricam um carro para o mercado dos EUA/Europa/China, eles adicionam suporte ao padrão OBDII.

Um scanner obd2 pode redefinir códigos de erro?

Alguns scanners também permitem resetar o código interno de erro do veículo, que é o que acionou a luz do mecanismo de verificação. Nem todos os modelos possuem essa função.

Se o principal motivo para comprar um scanner barato é redefinir a luz do mecanismo de verificação, é preciso manter em mente que resetar o código e desligar a luz não significa que seu problema desapareceu. Alguns avisos de luz do motor de verificação são temporários – como a tampa do tanque de combustível solta ou uma falha de ignição rara do motor. É possível que a luz de aviso não volte a acender depois de limpar o código, mas se a luz acender novamente, você deve concluir que tem um problema que precisa ser resolvido de verdade.

Me siga!
Redator em Guia de Compra
Formado em jornalismo pelo CES-JF e redator com mais de seis anos de experiência. A equipe do Guia de Compra está sempre pesquisando pelos melhores produtos e preços para que você economize tempo e dinheiro!
Ian Rodrigues
Me siga!
Últimos posts por Ian Rodrigues (exibir todos)
scanner obd2 profissional