Pular para o conteúdo

Qual é o Melhor Monitor para Xbox Series X – 2022

Embora algumas TVs ofereçam “modos de jogo” especiais, não há substituto para um monitor para jogos dedicado quando se trata de jogar no Xbox Series X. Os melhores monitores para o Xbox Series X possuem um tempo de resposta menor do que qualquer TV, além de taxas de atualização variáveis e um preço mais convidativo.

monitor gamer aoc speed monitor gamer alienware monitor asus rog swift
Monitor Gamer AOC Speed Monitor Gamer Alienware AW2521HF Monitor Gamer Asus Rog Swift
24″ polegadas 

1920 x 1080 @ 75Hz GtG 1ms

Painel IPS

Adaptive Sync

24,5″ polegadas 

1920 x 1080 @ 240Hz GtG 1ms

Painel WLED

FreeSync e G-Sync

24,5″ polegadas 

1920 x 1080 @ 360Hz GtG 1ms

Painel IPS

G-Sync

Cerca de R$ 1.080 Cerca de R$ 3.190 Cerca de R$ 8.430
Compre Online! Compre Online! Compre Online!

O console Xbox Series X da Microsoft oferece uma melhora substancial no desempenho quando comparado ao Xbox Series S e às gerações anteriores do console. O Xbox Series X suporta resoluções até 4K em 120FPS para jogos e, teoricamente, pode atingir até 8K. Por esse motivo, escolher o monitor certo é absolutamente crucial – especialmente se você planeja aproveitar seus jogos favoritos na resolução máxima.

No artigo a seguir, nós analisamos os melhores monitores de jogos para o Xbox Series X, comparando preço, desempenho, estética, qualidade de imagem e precisão de cores à medida que avançamos. Nós também criamos um guia de compra detalhado para que você possa fazer a escolha por conta própria, levando em conta os requisitos técnicos do Series X e as principais características que um monitor gamer de ponta deve ter.

Monitor Gamer AOC Speed

monitor gamer aoc speed

24″ polegadas | Resolução máxima: 1920 x 1080 @ 75Hz GtG | Tempo de resposta: 1ms | Painel IPS

Compre Online

Esse monitor gamer da AOC é uma opção barata e com um ótimo tempo de resposta para Xbox X. Sua taxa de atualização de 75Hz, tempo de resposta de apenas 1ms e tecnologia Adaptive Sync o torna ideal para jogos competitivos, fornecendo uma imagem suave e sem lag. O painel IPS anti reflexo possui ótimos ângulos de visão e as bordas finas melhoram a imersão em cada maratona. O monitor ainda conta com modo mira e seis modos de jogos diferentes para se adaptar a cada gênero.

 

Monitor Gamer Alienware AW2521HF

monitor gamer alienware

24,5″ polegadas | Resolução máxima: 1920 x 1080 @ 240Hz GtG | Tempo de resposta: 1ms | Painel WLED

Compre Online

A Alienware é uma das marcas mais reconhecidas de periféricos para jogos, e esse monitor possui todas as características necessárias para te oferecer a melhor experiência gamer. A taxa de atualização de 240Hz Full HD é um dos seus destaques, junta com sua cobertura sRGB de 99%, o que garante maior realismo e nitidez nas imagens. Conta também com ajuste de altura, iluminação RGB completamente personalizável, tecnologia AMD FreeSync e Nvidia G-Sync, painel WLED com alta eficiência energética e três anos de garantia.

 

Monitor Gamer Asus Rog Swift

monitor asus rog swift

24,5″ polegadas | Resolução máxima: 1920 x 1080 @ 360Hz GtG | Tempo de resposta: 1ms | Painel IPS

Compre Online

A séries de monitores ROG Swift é uma das mais bem avaliadas no mundo todo, sendo uma referência em monitores gamers de ponta. Esse modelo possui incríveis 360Hz de tempo de atualização, o máximo disponíveis no Brasil, sendo ideal para jogos competitivos e profissionais de eSports. Este monitor possui tecnologia Nvidia G-Sync, suporte para HDR10 para uma faixa de cores ampla, medição de latência do sistema (reflex latency analyzer) e dissipador de calor. A redução de luz azul e redução de tremulação da imagem tornam seu uso mais confortável durante longos períodos. O monitor ainda conta com seis modos de games, modo de mira e modo de cronômetro.

 

O que procurar em um monitor de jogos para Xbox X

Se você é novo no mundo da tecnologia de monitores, provavelmente não está inteirado em todos os termos técnicos e tecnologias exclusivas desses tipos de aparelhos. Por esse motivo, descreveremos algumas das principais características a serem observadas ao comprar um monitor gamer para consoles Xbox Series X – explicando sua importância e quais são as suas opções.

Vamos detalhar os fatores mais importantes que você deve manter em mente abaixo:

Tamanho

Escolher o monitor de tamanho certo para o Xbox Series X vem com uma série de considerações mais específicas – a maioria girando em torno do desempenho e imersão oferecidos.

Como o console de última geração da Microsoft oferece resolução de imagem 4K, a maioria vai querer se beneficiar disso comprando um monitor considerável para combinar. No entanto, para aqueles com mentalidade mais competitiva, um monitor menor e mais rápido geralmente é mais indicado. Monitores em torno da marca de 27 polegadas fornecem os maiores níveis de desempenho – especialmente quando o assunto é taxa de resolução de 120Hz (ou mais, apesar desse ser o limite máximo do Series X).

Dito isto, para indivíduos que gostam de jogar em um nível casual, priorizando a qualidade da imagem e estão satisfeitos com taxa de resolução de 60Hz, um monitor gamer com uma tela maior pode ser a melhor opção. Os monitores gamers acima de 35 polegadas geralmente fornecem maiores níveis de imersão e melhores experiências gerais de visualização.

 

Preço

O preço é outro grande fator que deve entrar em todas as nossas decisões de compra. O mesmo pode ser dito para os monitores do Xbox Series X, com a maioria caindo na extremidade superior do espectro de preços.

Se você deseja obter a melhor experiência visual do seu Xbox Series X, precisará de um monitor que ofereça qualidade de imagem 4K juntamente com suporte a conexão HDMI 2.1 e uma taxa de atualização rápida de pelo menos 120Hz. Todas essas características são pouco comuns e aumentam muito o preço do monitor, especialmente a taxa de atualização mais rápida.

Essas especificações são raras em painéis menores, encontrar as mesmas especificações em um painel maior é ainda mais difícil. Por esse motivo, os melhores monitores de jogos para o Xbox Series X geralmente custam mais de dois mil reais.

Se você estiver disposto a perder a qualidade de imagem, optando por um painel de 1440p ou 1080p e uma taxa de atualização de 60Hz, poderá reduzir esse número exponencialmente, mas isso significa limitar severamente a qualidade oferecida pelo console. Nesse caso, uma TV comum pode ser uma escolha mais sensata pois muitas oferecem essas especificações por preço um pouco menor.

 

Resolução da tela

A resolução da tela é outra parte extremamente importante da decisão de compra. Para consoles de última geração como o Xbox Series X, uma resolução de tela 4K não é essencial, mas é muito recomendada para que você desfrute de altos níveis de imersão e imagens ultra-detalhadas.

Como sempre, essa especificação de ponta aumentará o custo geral do monitor que você deseja comprar – especialmente se a taxa de atualização for de 120Hz. Quanto maior o tamanho da tela, maior deve ser a resolução, do contrário as imagens podem ficar distorcidas.

Existe também a questão da resolução 8K (7,680 × 4,320 pixels), que é muito mais complicada do que deveria. Basicamente, o Xbox Series X possui um hardware capaz de rodar jogos em 8K, o problema é que atualmente não existe nenhum jogo que seja capaz de utilizar essa resolução. A resolução 8K está na sua infância, existem pouquíssimas mídias lançadas com essa resolução e até agora nenhuma desenvolvedora de jogos quis lidar com esse desafio.

Quando serão lançados jogos na resolução 8K? Até o momento nenhuma desenvolvedora apresentou um projeto desse tipo, então provavelmente isso deve levar alguns anos. Existem alguns filmes e vídeos no Youtube em 8K, mas são poucos e a Microsoft ainda não liberou essa resolução nas suas configurações.

 

Tela curva ou tela plana

A maioria dos monitores gamers são planos, eles funcionam muito bem com qualquer gênero e estilo de jogo e são o padrão da indústria. Painéis curvos tornaram-se mais populares nos últimos anos à medida que mais modelos são lançados com preços mais amigáveis. Monitores curvos são mais adaptáveis ​​à profundidade natural da visão humana, fornecendo o cobiçado fator de “imersão” nos jogos. A profundidade da curva é expressa com um número seguido por um R (raio). Quanto menor o número, mais próximas as bordas e mais “agressiva” a curva. No final das contas isso é uma questão de gosto pessoal, por isso recomendamos que você experimente um monitor curvo antes de tomar sua decisão.

Como os monitores curvos são quase sempre 21:9 ultrawide, eles têm um campo de visão maior do que seus equivalentes planos. Se você está especialmente interessado em jogos de simulação, como simuladores de corrida e voo, um monitor curvo ultralargo pode ser a melhor escolha. Ele definitivamente oferecerá uma experiência de visualização mais realista e envolvente do que uma tela plana. Para outros tipos de jogos, a diferença não é tão marcante, e você pode economizar muito escolhendo um painel plano.

 

Tipo de painel

A tecnologia usada na tela afeta quase todas as outras características do monitor, incluindo brilho e contraste. Existem três tipos principais de monitores LCD em uso, com características diferentes. No entanto, todos eles têm mérito e as diferenças podem não facilmente distinguíveis.

TN (twisted nematic – nemático torcido): É o tipo de painel mais rápido, então se você vir um monitor de 240Hz ou 360Hz, quase certamente ele utiliza um painel TN. Taxas de atualização mais altas e tempos de resposta mais rápidos são os pontos positivos. No lado negativo, eles ainda sofrem com os ângulos de visão mais estreitos e a reprodução de cores menos atraente. Os níveis de preto e o contraste são medianos, ficando no meio termo entre os dois tipos abaixo.

VA (vertical alignment – alinhamento vertical): Excelente contraste, tempo de resposta respeitável, boas cores e melhores ângulos de visão que o painel TN. Os painéis VA são versáteis e é por isso que são tão populares, principalmente para monitores e TVs maiores. Eles têm uma ligeira tendência a sofrer de ghosting (rastro visível de objetos em movimento), mas os monitores mais modernos não possuem mais esse problema. O ponto negativo é que não são tão rápidos quanto os painéis TN e tem cores menos vibrantes que painéis IPS.

IPS (in-plane switching – conversão em mesmo plano): Considerado o mais competente em termos de desempenho de cores e ângulos de visão. Os tempos de resposta e as taxas de atualização são semelhantes ao VA, portanto, mais lentos que o TN, mas ainda são adequados para a maioria das necessidades. A maior vantagem da tecnologia IPS é a apresentação de cores, que é de longe superior às outras duas variedades de LCD, embora o IPS tenha uma reputação de contraste e níveis de preto inferiores.

 

HDMI 2.1

Finalmente, temos uma questão técnica pouco explorada: o suporte para HDMI 2.1. HDMI 2.1 é o padrão mais recente de entrada HDMI e é a única versão que suporta jogabilidade 4K @ 120Hz (ou, teoricamente, a jogabilidade 8K @ 60Hz).

Esta especificação é particularmente importante para quem jogo nos consoles, pois poucas TVs possuem conectores nesse padrão atual. Ao utilizar um padrão HDMI mais antigo, o console será limitado a uma resolução de 1440p e 60 frames por segundo (ou menos, dependendo de quão antigo for o padrão utilizado).

Infelizmente entradas HDMI 2.1 são raras, não existe nenhum monitor com entrada HDMI 2.1 sendo vendido no país atualmente, a maioria utiliza HDMI 2.0 mais antigas, limitadas a um máximo de 4K @ 60Hz. Existem algumas poucas televisões com esse padrão se você estiver disposto a gastar, você pode conferir alguns modelos compatíveis no nosso artigo “melhores TVs 120Hz“.

 

O que é HDR?

Em suma, a alta faixa dinâmica (high dynamic range) refere-se a cenas renderizadas com realces mais claros, maiores detalhes de sombra e uma gama mais ampla de cores, para uma imagem mais nítida e realista. Para jogos com HDR, em contraste com mídias tradicionais, isso significa mais do que apenas uma imagem mais bonita: quanto melhor você puder ver o que está à espreita nas áreas claras e escuras, maior a probabilidade de evitar o perigo e detectar pistas.

Normalmente a função HDR deve ser suportada pelo aparelho que irá reproduzir a imagem e também pela mídia que será reproduzida, mas a introdução do Auto HDR no Xbox Series X/S e no Windows 11 muda isso: Os sistemas operacionais podem expandir automaticamente o brilho e as faixas de cores de jogos não HDR. Não é o mesmo que ter um jogo que foi renderizado para usar alta faixa dinâmica “na fonte”, mas pode dar um impulso para torná-lo melhor do que seria sem nenhum tipo de tratamento de imagem.

Na CES 2022, a organização por trás do padrão HDR10 anunciou o próximo padrão HDR10 Plus Gaming, uma variação do HDR10 Plus que está disponível nas TVs há algum tempo. Ele adiciona Source Side Tone Mapping (SSTM), que ajusta a faixa de brilho em um nível de cena com base nos dados incorporados pelo desenvolvedor do jogo – o HDR10 tem uma única faixa que deve funcionar durante o jogo inteiro. Ele também inclui a capacidade de acionar automaticamente o modo de baixa latência de uma tela, para compensar a sobrecarga adicional imposta pelos dados HDR (mais importante para TVs do que monitores), bem como suporte para taxas de atualização variáveis ​​em 4K a 120Hz em consoles.

Infelizmente, a especificação HDMI se transformou em uma bagunça que você não pode fazer suposições sobre os recursos com base no número da versão. Não apenas todas as conexões HDMI 2.0 daqui em diante serão rotuladas como 2.1a (com o mesmo conjunto de recursos HDMI 2.0) , mas a especificação não exige mais nenhum dos novos recursos importantes; em outras palavras, todos os recursos que tornaram o HDMI 2.1 desejável, especialmente como uma opção para consoles, agora são opcionais.

Conclusão: se você deseja um monitor para seu console que possa fazer 4K a 120Hz, suporte atualização de taxa variável e modo automático de baixa latência, você terá que verificar o suporte para cada uma dessas características individualmente. E o mesmo vale se você quiser um monitor de PC conectado via HDMI que possa suportar mapeamento de tom baseado em fonte e combinações de alta resolução, taxas de atualização rápidas e alta profundidade de cor/HDR de alta largura de banda.

 

O que é taxa de atualização e GtG?

A taxa de atualização é o número de vezes por segundo (em Hertz ou Hz) que a tela pode atualizar e pode produzir artefatos indesejados, como desfoque, rasgo e rastros, que ocorrem quando há uma diferença entre a taxa na qual a placa gráfica está enviando a tela e a taxa na qual a tela é atualizada.

A resposta de pixel, também conhecida como tempo de resposta de imagem em movimento ou tempo de cinza para cinza (embora esses dois não sejam a mesma coisa), é a rapidez com que um pixel individual pode alternar estados de preto para branco ou de cinza para cinza (GtG – grey to grey). É medido em milissegundos e a maioria das fabricantes fornece apenas a medição GtG. Quanto menor o número melhor, e você geralmente quer 5ms GtG ou menos para a maioria dos games, exceto jogos de nível competitivo, que requerem 2ms ou menos.

A taxa de atualização e o tempo de resposta de pixel são indissociáveis ​​um do outro: uma tela com uma taxa de atualização rápida terá uma resposta de pixel rápida e vice versa, a menos que algo esteja muito errado com as configurações ou drivers.

As atuais taxas de atualização “estratosféricas” são de 300Hz ou 360Hz, que são destinadas principalmente para esports e vêm em telas pequenas (menos de 27 polegadas) e apenas em painéis (TN) que não exibem uma ampla gama de cores. Não é preciso dizer que monitores com essa taxa de atualização são extremamente caros e raros. A maioria dos jogadores deve ficar bem com 120Hz a 240Hz.

 

O que é VRR?

O VRR (taxa de atualização variável) ajuda a sincronizar a taxa de atualização do seu monitor com a saída do seu console de jogos – o que significa que o console não alimentará o monitor com mais quadros do que ele pode suportar. Sem o VRR, problemas como “blocos” distorcidos e atrasos na imagem serão comuns. A remoção de rasgos e outros artefatos indesejáveis é uma das muitas coisas que ele faz, o VRR também torna os jogos mais suaves e compensa baixas taxas de quadros. 

Até pouco tempo atrás, essa tecnologia era implementada nos PCs através de dois sistemas proprietários: G-Sync da Nvidia e FreeSync da AMD. Se você também joga em PCs, sabe que esses são dois nomes tradicionais e muito comuns, a maioria dos monitores suporta um desses sistemas, mas com o avanço da tecnologia nos consoles, era necessário expandir o VRR para televisores. Recentemente o VRR foi incorporado ao padrão HDMI 2.1, sem a necessidade de utilizar o G-Sync ou o FreeSync.

Mais uma vez, é aqui é onde as coisas ficam um pouco mais confusas. HDMI 2.1 é uma coleção de tecnologias. Alguns dispositivos HDMI 2.0 suportam VRR sobre HDMI, mas a largura de banda mais baixa do HDMI 2.0 significa que eles funcionam em até 60Hz em vez de 120Hz no Xbox One X. Essa fragmentação no padrão HDMI também é o motivo pelo qual algumas das TVs HDMI 2.1 mais recentes não suportam VRR. O ideal é verificar se cada modelo de monitor ou TV possui suporte para VRR nas especificações ao invés de confiar apenas no padrão HDMI utilizado.

Me siga!
Redator em Guia de Compra
Formado em jornalismo pelo CES-JF e redator com mais de seis anos de experiência. A equipe do Guia de Compra está sempre pesquisando pelos melhores produtos e preços para que você economize tempo e dinheiro!
Ian Rodrigues
Me siga!
Últimos posts por Ian Rodrigues (exibir todos)
monitor gamer para xbox series x