8 coisas que você precisa saber antes de comprar um iPhone usado

Usando um notebook
Como escolher o melhor notebook – 2018
6 de janeiro de 2018
iPhone sendo carregado via USB
O que fazer antes de vender seu iPhone – 7 passos essenciais
9 de janeiro de 2018

8 coisas que você precisa saber antes de comprar um iPhone usado

iPhone encostado em uma árvore

Todo mundo quer um iPhone, mas eles não são baratos. Nem sempre se tem sorte de achar uma boa promoção pois elas costumam ser bem raras. Se você quiser ter um sem pagar pelo preço total, comprar um iPhone usado pode ser sua melhor aposta. Comprar um iPhone usado pode ser um bom negócio, mas além de decidir qual é o melhor modelo pra você, há algumas coisas que você deve prestar atenção para garantir que você não acabe entrando em uma furada.

Será que comprar um iPhone usado ou remodelado/recondicionado realmente vale a pena? Se você está pensando em comprar um iPhone usado, aqui estão oito coisas que você precisa fazer antes de comprar e algumas sugestões para encontrar uma pechincha que não acabe te custando caro posteriormente.

 

1. Certifique-se de que o iPhone não seja roubado

A Apple impede que iPhones roubados sejam ativados por novos usuários com sua ferramenta de Bloqueio de Ativação. A empresa costumava oferecer um site simples para verificar o status do Bloqueio de Ativação, mas ele foi removido recentemente, tornando mais difícil determinar se um telefone usado foi roubado. Felizmente, o Brasil possui um cadastro de IMEI bloqueados:

  1. Para achar o número IMEI do iPhone, siga essas instruções, que variam entre os diferentes modelos disponíveis no mercado.
  2. Entre no site Consulta IMEI.
  3. Digite o IMEI e um código de captcha para prevenir abusos ao sistema.
  4. Caso a mensagem seja “Não cadastrado na base”, o aparelho não consta na database de celulares roubados, caso a mensagem seja “Impedido”, o aparelho é roubado.

Esse método não abrangerá todos os telefones ou o possível cenário de roubo, muitos roubos e furtos de aparelho não são comunicados a polícia, portanto, use o bom senso ao comprar o aparelho: vendas com um valor muito abaixo do preço são suspeitas e podem significar que o aparelho é fruto de um crime. Sempre exija que o vendedor te passe o número de IMEI e prove que o aparelho não foi bloqueado remotamente pelo recurso de Bloqueio de Ativação.

2. Verifique a bateria

Como os usuários não podem substituir a bateria do iPhone facilmente, você quer ter certeza de que qualquer iPhone usado que você compra tenha uma bateria forte. Um iPhone ligeiramente usado deve ter uma vida decente da bateria, mas qualquer coisa com mais de um ano de idade deve ser verificada. Peça ao vendedor o máximo de detalhes sobre a vida útil da bateria quanto for possível ou veja se eles vão instalar uma nova bateria antes de comprar.

Certifique-se também de confirmar as políticas de devolução caso a bateria não esteja com 100%, alguns vendedores tentam dificultar o processo de devolução nesses casos. Caso o vendedor não tenha sido honesto sobre as condições da bateria, você tem direito a troca.

3. Verifique se há outros danos no hardware

iPhone com a tela quebrada

Todo o iPhone sofre desgaste normal, como pequenos arranhões e desgastes nos lados e na parte de trás do telefone. Mas grandes arranhões na tela, problemas com o Touch ID ou no sensor 3D Touch, arranhões na lente da câmera ou outros danos graves no hardware podem ser grandes problemas. Solicite inspecionar o telefone pessoalmente, se possível. Os modelos mais novos de iPhones, desde o 7, contam com os indicadores de contato com líquido para mostrar se o telefone foi molhado em algum momento. Teste a câmera, botões e outros equipamentos. Se inspecionar o aparelho pessoalmente não é possível, compre com um vendedor bem estabelecido que oferece um bom suporte e garantia para os seus produtos.

4. Compre a capacidade de armazenamento correta

Embora o fascínio de um preço baixo seja forte, lembre-se de que os iPhones usados geralmente não são os modelos mais recentes e têm menos espaço de armazenamento. Os atuais iPhones topo de linha oferecem até 256GB de armazenamento para sua música, fotos, aplicativos e outros dados. Alguns modelos que estão disponíveis para preços baixos têm apenas 16 GB de espaço. Essa é uma grande diferença e nenhum smartphone da Apple oferece memória expansível, então você estará limitado a capacidade original do aparelho. Você não deve obter nada menos do que 32GB, mas obtenha o máximo de armazenamento possível.

5. Avalie os recursos e o preço

Certifique-se de saber quais recursos você está sacrificando quando compra um iPhone usado. Provavelmente, você está comprando um aparelho de pelo menos uma geração atrás. Isso está completamente aceitável e uma maneira inteligente de economizar dinheiro, desde que você não precise dos recursos que só são encontrados nos celulares mais novos. Certifique-se de saber quais as características o modelo que você está considerando não possui e se você não ira precisar delas.

Um iPhone usado pode ser centenas de reais mais barato do que o modelo atual, mas os aparelhos também não são tão eficientes e os recursos são mais limitados, se essa troca valerá a pena ou não, vai depender das necessidade do usuário.

6. Se você puder, obtenha uma garantia

Se você conseguir um iPhone remodelado com garantia – mesmo que seja uma garantia estendida – faça isso. Os vendedores com as melhores reputações oferecem todas as garantias em seus produtos. Um telefone que passou por um reparo prévio não necessariamente terá mais um problema no futuro, mas isso pode acontecer assim como em qualquer outro aparelho eletrônico, então, considere gastar o dinheiro extra por uma garantia estendida.

7. Onde comprar um iPhone recondicionado

Se um iPhone usado for ideal para você, você precisa decidir onde comprar seu novo brinquedo. Algumas boas opções para encontrar iPhones de menor custo incluem:

  • Revendedores especializados – Cada vez mais populares no Brasil, lojas online especializadas em smartphones de segunda mão, como a TrocaFone, Brused e Ziggo, compram e vendem uma grande variedade de iPhones usados. Seus preços são atraentes e muitas vezes oferecem algum plano de garantia e proteção de qualidade. Alguns grandes varejistas também vendem aparelhos usados com garantia, como o Balão da Informática e o Sou Barato.
  • Anúncios online – Mercado Livre e OLX são alguns dos sites mais conhecidos de pechinchas on-line, mas o comprador precisa ter muito cuidado. Um golpista poderia te enviar um iPhone quebrado ou que não tem as especificações que você achou que iria ter. O Mercado Livre possui um sistema mais seguro de pagamento, se você receber o produto errado ou com defeito, pode pedir o dinheiro de volta. O OLX não possui sistema de pagamento próprio e isso precisa ser negociado entre o comprador e vendedor, mas por ter um foco em vendas locais, pode ser mais fácil pra você verificar o produto ao vivo.
  • Empresas de telefonia – A maioria das principais empresas de telefonia móvel que vendem novos iPhones também vendem usados ou remodelados (geralmente foram negociados durante as atualizações ou retornados para reparos). Como o iPhone é um produto muito popular, você pode não ver isso com muita frequência, mas vale a pena procurar.

8. O que fazer se você não consegue ativar um iPhone usado

O pior cenário possível é comprar um iPhone usado e descobrir que não pode ativá-lo pois o aparelho pede pelo Apple ID de alguma pessoa desconhecida. Apesar de isso poder significar que o aparelho é roubado ou não foi consertado da maneira correta, as vezes o problema é mais simples, o antigo dono pode ter simplesmente esquecido de resetar o aparelho corretamente, por exemplo. Se você está enfrentando essa situação, confira este artigo no site oficial de suporte da Apple para obter instruções sobre o que fazer.

 

Vendendo seu iPhone antigo

Se você está comprando um iPhone usado ou recondicionado, você pode ter um modelo mais antigo do qual você deseja se livrar. Sua melhor aposta provavelmente é vende-lo para uma das muitas empresas de revenda de celulares usados, eles oferecem uma boa combinação de preço e garantia de que você não será enganado.