12 problemas que estão deixando seu PC lento e como consertar

Exercícios em casa
Como construir uma academia caseira sem gastar muito
14 de junho de 2018
Gillette Mach 3 e Fusion
MACH3 vs Fusion – Qual é o melhor barbeador da Gillette?
16 de julho de 2018

12 problemas que estão deixando seu PC lento e como consertar

Diagnóstico de um computador

Os computadores podem ficar lerdos por vários motivos, mas a maioria deles se resume a uma coisa – usa-los normalmente. Ao baixar programas, instalar extensões, navegar na web, criar arquivos e preencher seu disco rígido com filmes e música, inevitavelmente, você criará detritos virtuais que afetarão o desempenho do seu PC. Felizmente, grande parte desse impacto pode ser atenuada com bons hábitos de higiene eletrônica.

Nesse artigo, você irá aprender sobre os problemas mais comuns que podem afetar o desempenho do seu computador ou notebook e as medidas simples que você pode tomar para recuperar sua performance.

 

  1. Você está executando muitos programas ao mesmo tempo

A capacidade do seu computador de executar vários programas ao mesmo tempo depende em grande parte da sua memória RAM (memória de acesso aleatório), é ela que permite que você mude de um programa para outro com aparente fluidez, mas se a demanda de memória RAM dos programas abertos superarem o que você tem disponível, você notará uma queda significativa no desempenho. Os programas ficam cada dia mais exigentes e pesados, especialmente os navegadores, então esse problema se torna cada vez mais comum. O uso excessivo de memória RAM também inclui janelas minimizadas, que continuam a ser executadas em segundo plano, sugando o poder de processamento, e processos não visíveis aos usuários que são iniciados pelo sistema operacional.

Como consertar:

A solução de curto prazo: feche-os. Deixe apenas o que você realmente precisa aberto, isso inclui documentos do pacote Office e abas de navegadores.

A solução de longo prazo: faça um upgrade de memória RAM, o mínimo para uma navegação confortável hoje em dia são 8 GB de RAM. Isso exige um pouco de conhecimento técnico, nem todos os pentes de memória RAM são compatíveis com sua placa-mãe e podem existir limitações pelo sistema operacional, mas existem ótimos tutoriais gratuitos na internet, inclusive vídeo aulas. O usuário também pode chamar um técnico de informática de sua confiança para realizar o upgrade. Tenha em mente que nem todos os modelos de computador podem receber essa atualização.

Uma solução que pode servir para alguns usuários mais avançados seria o uso de um sistema operacional leve, como o Linux Mint, o Lubunto ou o Puppy Linux, ou alguma outra variação do Linux junto a uma DE leve, como o XFCE. O processo de instalação pode ser um pouco complicado e pode existir algum problema de compatibilidade entre o sistema operacional escolhido e o seu hardware, mas esses sistemas operacionais são muito mais leves do que o Windows e o MacOS e podem dar vida nova até para computadores que ainda aceitam disquetes. Esses sistemas operacionais usam pouca memória RAM, por isso não será necessário atualizar o hardware.

 

  1. Seu navegador está acumulando muitos cookies e cache

Os cookies são pequenos arquivos armazenados em seu disco rígido pelo seu navegador que contêm informações sobre sua visita a um site específico, como status de login, personalização e preferências de publicidade, etc. Já o cachê mantém alguns conteúdos pré-carregados para que a navagação seja mais rápida. A maior parte do tempo, os cookies e o cache tornam a navegação muito mais agradável, mantendo você logado em um site que você visita com freqüência ou as suas comprar em carinhos de lojas virtuais, mas manter uma grande quantidade deles é desaconselhável, pois eles afetam o desempenho e ocupam muito espaço.

Enquanto você deve limpar o cache, os cookies e o histórico do navegador, para evitar ou resolver problemas de desempenho, você pode querer manter algumas informações salvas, como senhas. Recomendamos limpar apenas o histórico, o cache e os cookies.

Como consertar:

Mozilla Firefox: no menu Histórico, no canto superior direito, clique em Limpar Histórico Recente. Marque que tipo de item deve ser deletado e o depois selecione o período de tempo para limpar dados.

Google Chrome: clique no ícone de configurações no conto superior direito, clique em Ferramentas e, em seguida, clique em Limpar Dados de Navegação. Aparece a caixa de diálogo Limpar dados de navegação. Selecione o que quer deletar e o depois selecione o período de tempo para limpar dados.

 

  1. Muitas abas do navegador estão abertas

Muitas abas abertas no Chrome

Se você estiver nas dezenas de abas abertas (também conhecidas como guias, dependendo do navegador utilizado), o seu navegador provavelmente irá ocupar toda a memória RAM disponível, não deixando espaço para outros programas e diminuindo a performance geral. Algumas páginas podem ser especialmente lentas e pesadas, como páginas que se auto atualizam, páginas com chats, com vídeos ou players de música e que tenham muitas imagens grandes. A mairia das redes sociais se encaixam nessa categoria, com o Facebook sendo um dos maiores ladrões de RAM. Além disso, ter muitas abas de navegador cheias de informações supostamente cruciais não ajuda muito a nossa eficiência ou atenção.

Como consertar:

Utilize o sistema de favoritos. Marque os links necessários e feche essas abas salvas. A maioria dos navegadores permite criar pastas de favoritos, assim você pode salvar suas abas por assunto ou importância. Você também tem a opção de usar extensões criadas para facilitar a vida de quem gosta de colecionar abas, como o One-Tab para o Chrome e o Firefox, que compila todas as abas abertas em uma lista simples em uma única guia, que pode ser acessada conforme o necessário.

Apesar deles não consertarem o problema com a quantidade de abas abertas, os bloqueadores de anuncio, como o Adblock para Chrome e Firefox, podem fazer com que elas ocupem menos memória RAM ao não carregar as propagandas pesadas e invasivas. Alguns sites podem deixar de funcionar ao usar uma extensão desse tipo.

 

  1. O seu navegador possui muitos complementos ou extensões

Nem todas as extensões do navegador são criadas para o bem. Muitas vezes as pessoas assumem que um computador está lento por causa de um vírus, mas muitas vezes o problema está em um complemento de navegador ou em um plugin que foi baixado junto com um programa gratuito. Esses complementos podem se proclamar bloqueadores de pop-up, protetores de pesquisa e outras coisas que seriam úteis para o usuário, mas na verdade eles são adwares de navegador, um tipo de software malicioso que vem se tornando cada vez mais comum, que podem afetar o desempenho do seu computador baixando anúncios e exibindo propaganda sempre que você abrir seu navegador.

Como consertar:

Desative ou remova extensões de navegador e barras de ferramentas que você realmente não precisa:

Firefox: aperte o botão do menu na extrema direita, selecione Complementos / Extensões e, em seguida, selecione desativar ou remover para cada item na lista.

Chrome: clique com o botão direito do mouse em qualquer botão de extensão / Gerenciar extensões, marque a caixa para desativar um item específico ou clique no lixo para se livrar dele.

 

  1. Alguns programas estão acumulando todo o poder de processamento

Monitor de desempenho do Windows 7

Executar vários programas ao mesmo tempo é obviamente ruim para o desemprenho de um PC, eles vão competir por processamento e ocupar muita memória RAM para ficarem sempre disponíveis ao usuário. Isso é especialmente ruim se o programa for pesado, como editores de vídeo ou várias janelas de navegador abertas. Além dos programas que você abre, alguns podem ser inicializados automaticamente e ficar em segundo plano sem que o usuário perceba.

Nem sempre é um programa pesado de música ou vídeo que está comendo o poder de processamento do seu computador, alguns programas ou processos do sistema podem estar presos em um loop ou podem ter sofrido um erro grave.

Como consertar:

Alguns programas que não são usados podem ficar abertos mesmo após terem sido fechados, e alguns programas se auto iniciam ao ligar o computador, mesmo que você ainda não o tenha usado. Você pode usar o gerenciador de tarefas para ver o que não deveria estar rodando, mas tenha certeza que o que você quer fechar não é um processo do sistema, o ideal é pesquisar o nome do processo no Google antes. Você pode usar um programa como o CCleaner para escolher facilmente quais programas podem ser iniciados junto com o sistema, também certifique-se de pesquisar o que pode ser bloqueado e o que deve ser mantido.

Quando se trata de navegadores, o Internet Explorer é especialmente pesado no seu computador. Você não precisa utiliza-lo, mas não o remova, isso pode causar problemas pois ele está muito ligado ao sistema operacional e é necessário para o funcionamento do Windows. Em vez disso, use o Firefox ou o Chrome, que são mais rápidos e seguros.

 

  1. Você tem um vírus

Vírus, spyware e outros malwares podem diminuir a velocidade do seu computador à medida que eles mexem com todo o sistema, desde seqüestrar seu navegador até empurrar propagandas ou sites de phishing, para roubar seus dados ou utilizar seu computador para distribuir vírus para outros usuários vulneráveis. Se você desconfia que seu computador está infectado, assista ao vídeo abaixo para confirmar suas suspeitas, pois existem muitos sinais que podem indicar esse problema:

Como consertar:

Execute uma verificação de malware. Existem várias opções gratuitas, como o Avast, o AVG ou o Avira, mas para o Windows, a melhor opção é o Windows Defender, mantido pela própria Microsoft. Isso é o suficiente para se livrar das pragas mais comuns, mas alguns vírus complexos podem exigir ferramentas mais poderosas, como o Microsoft’s Malicious Software Removal Tool ou o SuperAntiSpyware, e no pior dos casos, uma formatação profissional. Por isso, o ideal é evitar o problema antes dele acontecer, mantenha um firewall ativo, sempre baixe as atualizações do sistema operacional, cuidado com os e-mails e sites que você abre e sempre mantenha um backup atualizado.

 

  1. Você possui um programa antivírus exageradamente cuidadoso

Se não é um vírus, então pode ser o seu antivírus. Ter um programa anti-malware ativo é vital para navegar na internet com segurança – mas o seu pode estar executando varreduras em plano de fundo nos piores momentos possíveis. As varreduras ou escaneamentos de vírus retardam o computador porque estão sendo executadas em segundo plano e exigem muitos recursos. Alguns programas antivírus podem ser configurados para varreduras completas semanais, que podem levar algumas horas e absorver grande quantidade de energia de processamento.

Como consertar:

Dirija-se às suas configurações de antivírus e configure-o para escanear tarde da noite ou quando você não estiver usando o computador. No entanto, esse recurso pode não estar disponível em alguns programas antivírus gratuitos. Além disso, sempre é bom lembrar que você deve usar apenas um antivírus, usar mais de um ao mesmo tempo não apenas atrapalha a proteção que eles oferecem como deixa seu sistema sobrecarregado e lento.

 

  1. Seu disco rígido está 90% ocupado

Quando seu disco rígido chega está ficando mais de 90% cheio, todo seu sistema vai começar a ter problemas de desempenho. Um disco rígido muito cheio também pode impedir que um computador seja iniciado. É melhor otimizar o seu espaço o máximo possível – mova coisas para a nuvem, ou exclua as coisas que você não está usando.

O espaço no disco rígido é ocupado por programas, atualizações de programas e downloads, bem como arquivos temporários e arquivos associados de programas excluídos, para que você possa limpar uma boa quantidade de espaço apenas esvaziando o lixo. Você pode verificar o espaço disponível abrindo o menu Iniciar e clicando em Computador.

Como consertar:

Limpe o cache e cookies de seu navegador, delete arquivos desnecessários e utilize um programa como o CCleaner para limpar o registro. Os serviços de backup na nuvem podem desafogar seu sistema salvando seus arquivos em servidores de terceiros, para fotos, o Google Fotos permite armazenamento ilimitado, para outros arquivos como documentos do Office e músicas, utilize um serviço como o Google Drive (15 GB de armazenamento gratuito) e o Dropbox (2 GB de armazenamento gratuito).

Além de programas baixados a algum tempo e que não são mais usados, é bom remover o chamado bloatware – softwares inúteis que as empresas fabricantes de computadores instalam nos computadores: vá no Painel de Controle no menu iniciar e depois entre em Programas e Recursos, apenas lembre-se alguns itens dessa lista podem ser usados por outros programas que você precisa ou são usados pelo sistema operacional, então não delete o que você não conhece antes de pesquisar bem.

Se você usa um disco rígido, pode ser útil fazer uma desfragmentação, que irá optimizar o espaço usado pelo HD para guardar as informações. Desfragmentar um SSD, em compensação, é inútil.

 

  1. Seu disco rígido está falhando

Disco rígido danificado

Os discos rígidos têm partes móveis, então quase todos falham em algum momento. Não há como se proteger disso, exceto fazer um backup frequente de seus arquivos, isso pode ser feito com um HD portátil ou salvando seus arquivos em serviços na nuvem, como o Google Drive e o Dropbox. Quanto às unidades de estado sólido (mais conhecidas pela sigla em inglês SSD), que não têm partes móveis e teoricamente são menos propensas a quebrar, elas não são 100% seguras. Embora eles não possam sofrer ruptura mecânica como os discos rígidos, seus dados ainda podem ser corrompidos. Quando eles falham, é muito mais difícil recuperar os dados, portanto, ainda é necessária manter um backup frequente.

Como consertar:

Como dito anteriormente, backups são essenciais, mas você também pode verificar e acompanhar o estado do disco rígido usando várias ferramentas de teste de disco rígido. Um dos vários programas que realizam essa tarefa é o CrystalDiskInfo, existem vários tutoriais na internet de como usa-lo e ele é em português. Para evitar problemas por mal uso, evite mexer, chacoalhar e mudar o computador e laptop de lugar enquanto ele estiver funcionando, qualquer impacto é perigoso para um disco rígido, então mantenha-o parado e estável durante o uso.

 

  1. O seu sistema operacional é muito lento

Cronômetro sobre o teclado

É a antiga batalha de aparência versus desempenho: ter efeitos visuais habilitados em demasia, como aquelas transições transparentes ao minimizar um programa – pode impactar a velocidade do seu PC, se seu hardware não for forte o suficiente para aguentar o tranco. Se o usuário utiliza menos efeitos especiais, sobra mais processamento para tarefas importantes.

O maior impacto fica sobre as placas de vídeo integradas, que costumam ser muito simples e não possuem recursos o bastante para aguentar muitas firulas gráficas. Caso você utilize uma placa de vídeo dedicada, mesmo de um modelo mais antigo, você provavelmente não precisa se preocupar com essa otimização.

Como consertar:

Windows 7 e mais antigo: Iniciar / Painel de controle / Informações de desempenho e ferramentas / Ajustar efeitos visuais, depois clique em ajustar para obter o melhor desempenho ou escolha manualmente quais os efeitos que deseja manter.

Windows 8 e 10: Tecla do Windows + X / Sistema / Configurações Avançadas do Sistema / Configurações de Desempenho / então selecione os ajustes utilizando o método acima.

 

  1. O ambiente está muito empoeirado

Às vezes, o problema não é interno, mas externo – a parte traseira do seu gabinete está coberta de poeira? Isso pode impedir a ventilação que esfria os processadores enquanto eles se afundam na tentativa de executar Photoshop, Spotify, Outlook e Skype ao mesmo tempo. Isso não somente afeta o desempenho do seu computador, como também aumenta a probabilidade de avarias e falhas por causa das temperaturas altas.

Quanto aos laptops, sempre que você notar o aquecimento do seu laptop, você deve verificar se as aberturas, geralmente nos lados, não estão bloqueadas. Por exemplo, não coloque seu laptop em uma superfície macia, como um travesseiro, onde ele possa afundar.

Como consertar:

Caso esteja disposto a abrir seu computador ou laptop (e tenha certeza que vai conseguir fecha-lo em seguida), você pode usar um aspirador de pó cuidadosamente, no modo mais fraco possível, ou uma lata de ar comprimido para retirar o pó. Se você não tiver certeza que consegue fazer isso sozinho, chame um técnico.

 

  1. Você precisa reiniciar seu computador

A razão pela qual o reinício de sistema parece resolver tantos problemas de tecnologia é que os programas podem ficar pendurados por uma infinidade de razões. Muitos programas que você acha que foram fechados ainda estão sendo executados em segundo plano e muitos programas mal otimizados podem precisar de cada vez mais recursos ao ficarem ativos por muito tempo. Ao em vez de escavar manualmente o Gerenciador de Tarefas (Windows) ou o Monitor de Atividades (Mac) para diagnosticar o motivo da lentidão, reiniciar o sistema pode resolver esse problema rapidamente e não requer muito esforço.

Como consertar:

Salve suas informações e reinicie o computador! Você ainda obtém o benefício adicional de receber e aplicar as atualizações críticas do sistema que só podem ocorrer durante uma reinicialização. Sempre utilize o menu iniciar para isso, não force o computador a desligar pressionando continuamente o botão liga/desliga e menos ainda retirando-o do tomada!