Como manter seu computador funcionando bem – 2018

Máquina elíptica
O que saber antes de comprar um elíptico [2018]
31 de janeiro de 2018
Desumidificador de ar branco
Desumidificador de ar: O que você precisa saber [2018]
9 de fevereiro de 2018

Como manter seu computador funcionando bem – 2018

Hardware de um computador

Comprar um novo computador não é uma decisão fácil. Um novo notebook ou desktop pode custar centenas ou milhares de reais, então você precisa mantê-los funcionando sem problemas e silenciosamente durante anos. E se ele quebrar, recuperar seus programas e arquivos pode ser um grande aborrecimento (é por isso que sempre recomendamos manter backup de arquivos importantes).

Compilamos alguns conselhos e dicas para manter seu PC funcionando perfeitamente por longos anos, estendendo sua vida útil ao máximo.

 

Escolha o computador certo

Para evitar problemas no futuro e ter certeza que seu computador irá durar por muito tempo, você precisa escolher seus componentes da maneira correta. Tanto para computadores de mesa quanto para notebooks, escolher a combinação certa de peças em sua nova máquina irá ajudá-la a ultrapassar a meia idade. Macs e PCs podem ser personalizados antes da compra, embora desktops com Windows – e, até certo ponto, notebooks – tenham componentes mais facilmente atualizáveis, outro fator que pode prolongar a vida útil digital.

Dentro de um desktop

Escolha o modelo com o melhor processador que você pode pagar

O processador, ou CPU, é responsável por executar programas de um computador. O modelo do processador está vinculado a uma placa-mãe (que aloja todos os componentes de um computador) e é altamente improvável que ela seja compatível com processadores mais novos e rápidos no futuro. Mesmo que você não seja um usuário intensivo – um jogador, editor de vídeo ou produtor de música, por exemplo – ainda pode precisar de um processador poderoso para executar várias tarefas comuns ao mesmo tempo.

Um Intel i3 ou um Ryzen 3 são ideais para usuários comuns, que não precisam de um grande poder de processamento. Para tarefas mais complexas, como streaming ao vivo ou edição de vídeos, é recomendável escolher um chip quad-core Intel i5, ou AMD Ryzen 5, para funcionar corretamente agora e no futuro próximo.

Se você precisa de um bom desempenho em jogos, pode preferir investir mais em uma placa de vídeo do que um CPU de última geração.

Escolha 1 terabyte de armazenamento, no mínimo

Com as fotos de smartphones pesando pelo menos 3 MB, atualizações constantes de sistemas operacionais e programas cada vez mais sofisticados e pesados, você vai querer garantir que você tenha armazenamento suficiente para os arquivos gigantes do futuro. Você precisa ter um espaço maior do que planeja ocupar pois utilizar mais do que 80% até 90% de um HD faz com que seu computador perca desempenho.

A atualização de um disco rígido é uma dor de cabeça para o usuário médio, então a escolha errada pode fazer com que você gaste mais para contratar um técnico especializado que faça um upgrade no futuro. Uma boa aposta é um disco rígido de 1 TB ou mais com uma velocidade de 7200 rpm (a velocidade afeta o tempo de inicialização e os tempos de carregamento do programa). Se você puder, vale a pena investir em mais armazenamento, de 2 TBs para cima.

A escolha da quantidade de armazenamento certa é especialmente importante para laptops. Fazer uma troca do disco rígido você mesmo pode afetar sua garantia, então a única opção é mandar o laptop para uma assistência técnica autorizada e pagar a mais por isso, caso você queira manter sua garantia intacta. Tenha em mente que você não quer deve atualizações por conta própria até o período de garantia ter passado, especialmente para Macs, e as atualizações autorizadas virão a um custo e inconveniência que você pode evitar desde o início.

Escolha unidades de estado sólido (SSD) mais tarde

As unidades de estado sólido são muito mais rápidas e são menos propensas a quebrar porque não possuem peças mecânicas. Mas, comprar um modelo que usa um disco rígido mecânico pode ser uma aposta melhor porque eles têm maiores capacidades de armazenamento e são mais baratos. Os discos rígidos internos do laptop podem ultrapassar os 2TB e os de desktop 6TB, enquanto isso você encontrará SSDs internos com capacidade de no máximo 1TB a um custo aceitável para um usuário doméstico.

Os SSDs também aumentam significativamente o preço, então, se você tiver um orçamento rígido e não precisa de um carregamento super rápido do programa e tempos de inicialização, um disco rígido com muito espaço é igualmente eficaz para manter seu computador funcionando bem.

A exceção é de alguns notebooks Windows e todos os MacBooks, que vêm com SSDs de fábrica, que não podem ser trocados por um disco rígido mecânico.

Escolha pelo menos 8 GB de memória RAM

Com todo o streaming de vídeo e música, navegação na web com várias abas abertas ao mesmo tempo e muitos programas rodando lado a lado, o mínimo de memória RAM recomendável para qualquer usuário é de 8 GB. Todos os programas estão ficando cada vez mais pesados e ocupam cada vez mais memória, e mesmos os usuários que só executam tarefas básicas, como acessar e-mails ou redes sociais, também sofrem, pois os próprios sites estão ficando mais carregados.

Dito isto, a RAM é relativamente barata e fácil de atualizar, mesmo para (a maioria) dos Macs. A maioria dos usuários não precisa de 16 GB de RAM agora, mas essa será a quantidade padrão num futuro próximo. Caso você não tenha um orçamento apertado, é melhor comprar o máximo de RAM possível e evitar um upgrade no futuro.

Os desktops tendem a durar mais do que os notebooks

Como os desktops de PC são modulares, a maioria dos componentes pode ser atualizada quando se desgastar, mantendo-o utilizável por vários anos. Se você vai escolher um desktop e quer que ele dure o maior tempo possível, evite os computadores tudo-em-um, que geralmente não pode ser atualizado, e escolha um modelo com uma placa-mãe com espaço para adicionar discos rígidos extras e pentes de RAM, ambos dos quais podem ajudar os computadores a rodar sem problemas por mais tempo.

Os desktops Mac podem ter o seu disco rígido e as placas de RAM atualizadas também, mas nem todas as peças são compatíveis e as que são costumam ser mais caras. Para quem joga muito no computador, um PC Windows é a melhor opção pois as placas gráficas podem ser atualizadas facilmente, enquanto os Macs ( exceto Mac Pros mais antigos) possuem placas gráficas fundidas na placa-mãe ou integradas ao processador.

 

Manutenção adequada do seu computador

Os computadores começam a perder desempenho, essencialmente, porque nós os usamos – muitos arquivos são criados, o armazenamento começa a fragmentar, contraímos malwares e programas não mais usados começam a acumular, por sorte, tudo isso é remediável. Um pouco de manutenção pode ajudar o seu computador a funcionar como (quase) novo.

Notebook

Mantenha seu computador limpo (e frio)

O assassino número um de um desktop ou laptop é pó ou detritos dentro do sistema. Isso pode empacar vários componentes, sobreaquecer o sistema e queimar as peças. Esse tipo de manutenção não exige muito conhecimento técnico, é apenas necessário tirar a tampa do lado de baixo de um laptop ou desparafusar um lado do gabinete de um desktop. Limpe os detritos usando uma lata de ar comprimido e certifique-se de direcionar o ar para fora, você não deve empurrar a poeira mais pra dentro do sistema.

Para notebooks: cuide da bateria

A  bateria é um dos primeiros componentes a falhar na maioria dos laptops, mas você prolongar sua vida útil se tomar alguns cuidados básico durante o uso. A cada poucos meses, deixe a bateria diminuir até chegar aos 0%, depois recarregue-a totalmente até os 100%. Tente não deixar seu laptop conectado a um carregador o tempo todo, quando você sobrecarrega a bateria desse jeito, ela vai se esgotar mais rapidamente.

Desconfie das novas versões de sistema operacional

Nem toda atualização do sistema operacional é benéfica para todos os usuários. O Mac OS X Yosemite e o Windows 10 são sistemas operacionais complexos e com muitos recursos pesados que podem pesar nos computadores mais antigos, mesmo que eles tecnicamente atendam aos requisitos mínimos de sistema. Outra coisa que pode ser afetada pelas atualizações de SO é que a compatibilidade de dispositivos periféricos, como impressoras, pode deixar de funcionar. Caso a atualização dê errado por algum motivo, a maioria dos usuários vai precisar da ajuda de um técnico em informática para reverter a atualização e voltar para o sistema operacional antigo.

Baixe atualizações de programas e hardware

Por outro lado, a instalação de atualizações e patches para programas e drivers para o seu hardware, incluindo componentes internos, bem como acessórios periféricos, como impressoras, ajuda a manter tudo funcionando perfeitamente, além de ser essencial para manter a segurança do sistema e evitar vírus e malwares. Um bom exemplo recente de como é importante baixar atualizações são as vulnerabilidades Spectre, que atingiu todos os processadores lançados nos últimos anos, e Meltdown, que atingiu os processadores Intel: é impossível se proteger desses dois problemas sem uma atualização, um antivírus não é o suficiente.

A maioria dos sistemas operacionais baixam e aplicam essas atualizações automaticamente.

Faça uma limpeza nos seu sistema e arquivos

Para ajudar seu computador a funcionar de forma confiável e rápido, faça uma limpeza nos arquivos que não são mais usados, deletando-os ou mandando-os para um serviço na nuvem ou fazendo um backup em um pen drive, desinstale programas desnecessários e limpe o cache e os cookies do seu navegador. Um programa gratuito como o CCleaner pode economizar bastante tempo, pois você pode limpar vários navegadores e áreas do sistema ao mesmo tempo, e você pode usar um serviço como o Google Drive para fazer o backup dos seus arquivos na nuvem e deleta-los do seu PC em seguida.

Caso você utilize um disco rígido mecânico, faça uma desfragmentação (esse passo não é necessário para SSDs). Além disso, nunca ocupe mais de 80% da memória do seu computador, caso o contrário, o desempenho será afetado negativamente.

Faça uma verificação de disco

Os discos rígidos podem começam a falhar após cerca de quatro anos. Você pode escanear o seu usando o Apple Hardware Test (Mac), que testará todos os componentes internos ou no Windows clicando em Computador > Propriedades > Ferramentas > Verificar agora. Se for a unidade principal (onde o Windows está instalado), você precisará agendar uma verificação de disco para a próxima vez que você reiniciar.

Em último caso, faça uma instalação limpa do Windows ou MacOS

Essa é a última opção da manutenção de computadores, que só deve ser usada nos casos mais graves. Primeiro deve ser feito um backup completo, depois o disco rígido tem todo o seu conteúdo deletado e, por último, se instala o sistema operacional limpo, sem qualquer arquivo que você criou ou programas que você baixou. É algo a considerar depois de muitos anos, se sua performance tiver diminuído de forma significativa e se os métodos menos radicais não tiverem surtido nenhum efeito.

O passo mais importante desse método é o backup, sem ele, você irá perder todos os seus arquivos, incluindo fotos, documentos e músicas, não faça nada se não tiver certeza absoluta que seu backup está funcionando e confirme com o técnico antes se o backup já vem incluso no serviço.

Considere usar um sistema operacional mais leve

Caso você tenha algum conhecimento técnico, esteja usando um computador com Windows realmente antigo e nada tenha acima funcionado, suas únicas opções são comprar um PC novo ou usar um sistema operacional criado especificamente para computadores fracos. No geral, distribuições Linux são mais leves (além de totalmente gratuitas) que qualquer versão do Windows, então você pode tentar usar o Ubuntu, que é a distribuição mais famosa e popular. Se seu PC também não atende aos requisitos mínimos dele, você deve tentar o Lubuntu e o Puppy Linux.

Você pode usar esses sistemas operacionais a partir de um pen drive, CD e até mesmo um disquete ou instala-los em uma partição do HD. É importante notar que pode não ser muito fácil se acostumar com um novo sistema operacional, mesmo em distribuições que tem como objetivo serem fáceis de se usar, como o Ubuntu. Para ter uma ideia do que você vai precisar fazer, leia esse artigo (e não faça nada sem ter um backup!): http://www.diolinux.com.br/2016/07/como-instalar-o-ubuntu-linux-por-pen-drive.html 

 

Atualizando seu computador

Quando o dia se passa e você percebe que seu computador ainda está travando quando você tenta mudar de uma janela com 15 abas do Chrome para o Spotify, você ainda pode salvar seu computador da aposentadoria com um ou mais upgrades.

Disco rígido

Atualize a RAM

Supondo que você tenha descartado outras razões possíveis da lentidão do seu computador, incluindo um vírus, disco rígido defeituoso e qualquer outra deficiência de software, então você pode pensar em atualizar a memória RAM, o que melhorará a capacidade do seu computador de funcionar sem problemas. Desktops são os mais fáceis de serem atualizados, mas muitos notebooks também podem receber esse upgrade.

Você pode pesquisar pelo nome do seu computador ou laptop no Google para saber quais são as atualizações possíveis para a memória RAM e como as instalar você mesmo, desde que seu computador não esteja mais na garantia. Você também pode usar uma ferramenta gratuita como o Speccy para saber quais slots estão disponíveis.

Para utilizar mais de 4 GB de memória RAM, você precisa se certificar que seu sistema operacional é de x64 bits. Você pode conferir qual é a sua versão seguindo este tutorial.

Atualize para um SSD (unidade de estado sólido)

Uma atualização interna de um disco rígido mecânico para um SSD oferece um grande impulso no desempenho. Um SSD vai tornar o tempo em que o computador demora pra ligar menor e fazer com que todos os arquivos e programas abram mais rapidamente.

Essa não é uma tarefa fácil, no entanto, e você precisa fazer um backup completo e reinstalar o sistema operacional, além de se certificar que a placa-mãe tem as entradas e recursos necessários para suportar um SSD, o que pode ser raro em sistemas mais antigos. Caso você queira fazer isso sozinho, esse é o processo simplificado: sua área de trabalho deve ter espaço para mais de uma unidade de armazenamento. Abra o gabinete e o encaixe no novo SSD ao lado do seu antigo disco rígido (o que você deve continuar usando para o armazenamento de alguns dados, já que os SSDs têm menos capacidade), faça backup do disco rígido antigo e reinstale o Windows ou OS X nesta unidade (um processo que irá limpar todo o conteúdo da unidade original, por isso é imperativo fazer backup antes de começar). Não é um procedimento fácil, mas o resultado é um sistema leve e muito mais ágil. Caso você tenha certeza que pode fazer isso sozinho, procure um técnico de confiança na sua região.